“TOMEI EM MINHAS MÃOS O CEDRO DO MEU DESTINO...”: CONSIDERAÇÕES SOBRE OS CONTOS “NATALINA SOLEDAD” E “REGINA ANASTÁCIA”, DE CONCEIÇÃO EVARISTO.

Autores

  • Amanda Gabriela Resque Universidade Federal do Pará/Programa de Pós-graduação em Letras/Mestrado

Palavras-chave:

Conceição Evaristo, Insubimissão, Contos

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo principal apresentar a questão subversiva nos contos “Natalina Soledad” e “Regina Anastácia” do livro Insubmissas Lágrimas de Mulheres, de autoria da brasileira Conceição Evaristo (2011), por meio das protagonistas das aludidas narrativas, verificar como o machismo afetou as caminhadas das personagens bem como abordar à questão racial nas supracitadas prosas ficcionais, tendo em vista que os contos são estrelados por personagens femininas negras. Com base no postulado, é frisável acrescentar que além do livro de Evaristo utilizamos como referências os escritos de Sherry Otner (1979), Maria Moraes (2000), Renata Severiano (2012) e Simone Sobrinho (2015), entre outros. Esperamos, com este trabalho, responder questões relacionadas à insubmissão feminina perante a sociedade brasileira machista e racista, verificar o despertar das personagens durante as narrativas e como elas tomaram em suas mãos o cedro de seus destinos e deram o rumo que quiseram às suas vidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Gabriela Resque, Universidade Federal do Pará/Programa de Pós-graduação em Letras/Mestrado

Graduada em Letras - Língua Portuguesa pela Faculdade de Letras da Universidade Federal do Pará. Mestranda em Letras - Literatura: recepção, circulação e tradução pelo Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Pará, bolsista CAPES. Membro do Grupo de Estudos em História e Literatura, coordenado pela Profa. Dra. Germana Sales.

ORCID ID: https://orcid.org/0000-0002-8829-401X

Referências

EVARISTO, Conceição. Insubmissas lágrimas de mulheres. Rio de Janeiro: Malê, 2016.

MORAES, Maria Lygia Quartim de. Marxismo e feminismo: afinidades e diferenças. In: Dossiê: Crítica Marxista. São Paulo: Boitempo, 2000.

ORTNER, Sherry B. Está a mulher para o homem assim como a natureza para a cultura? In: ROSALDO, Michele; LAMPHERE, Louíse (coords.). A mulher, a cultura, a sociedade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

RIBEIRO, Patrícia. EVARISTO, Conceição. Insubmissas lágrimas de mulheres. Belo Horizonte: Nandyala, 2011. Revista Crioula: Resenhas: Insubmissas Lágrimas de Mulheres, maio de 2012, nº 11.

Sem autor. Significado de Subversão. Dicionário de Português online: léxico. Disponível em: < https://www.lexico.pt/subversao/>. Acesso em: 05, março 2021.

SEVERIANO, Renata Lourdes Linhares. Violência, trauma e empoderamento representados nas Insubmissas Lágrimas de Mulheres, obra ficcional de Conceição Evaristo. 2018. 129f. Dissertação de Conclusão de Curso (Pós-Graduação em Letras) – Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, 2018.

SOBRINHO, Simone Teodoro. A violência de gênero como experiência trágica na contemporaneidade: estudo de Insubmissas lágrimas de mulheres, de Conceição Evaristo. Belo Horizonte: UFMG, 2015.

Downloads

Publicado

2021-09-06

Edição

Seção

Artigos