ANTES DO PASSADO E OS REFLEXOS DA HERANÇA DITATORIAL NO TEMPO PRESENTE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i76.54068

Palavras-chave:

Literatura brasileira contemporânea; Guerrilha do Araguaia; Luto; Desaparição forçada; Pós-memória.

Resumo

Este artigo analisa a obra literária Antes do passado, o silêncio que vem do Araguaia, publicado em 2012 por Liniane Haag Brum, sobrinha de um desaparecido do regime ditatorial brasileiro que tematiza em suas páginas a herança de dor legada aos familiares de desaparecidos políticos. Analisando a desaparição forçada que caracterizou parte do movimento ditatorial no Brasil dos anos de chumbo, o texto de Liniane esmiuça as dificuldades em se vivenciar o luto no contexto da ausência do corpo físico, se desdobrando para as sequelas dessa violência no tempo presente. Desta forma, a literatura de Liniane Brum se constrói partindo da estrutura de pós-memória abordada por Hirsch (2021), que cunhou o termo para designar a memória das gerações descendentes àquelas que viveram os acontecimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janaína Buchweitz e Silva, UFPel

Doutoranda em Letras

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer: o poder soberano e a vida nua I. Trad. Henrique Burigo. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

AVELAR, Idelber. Alegorias da derrota: a ficção pós-ditatorial e o trabalho de luto na América Latina. Trad. Saulo Gouveia. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2003.

BRUM, Liniane Haag. Antes do passado: o silêncio que vem do Araguaia. Porto Alegre: Arquipélago Editorial, 2012.

BRUM, Liniane Haag. Antes do passado: entre o antes e o depois. In: OLIVEIRA, Rejane Pivetta de, THOMAZ, Paulo C. (orgs.). Literatura e ditadura. Porto Alegre: Zouk, 2020.

CATELA, Ludmila da Silva. Situação-limite e memória: reconstrução do mundo dos familiares de desaparecidos da Argentina. São Paulo: Hucitec, Anpocs, 2001.

CORONEL, Luciana. Antes do passado, de Liniane Haag Brum: o tempo da memória em que a palavra germina o futuro. In: GOMES, Gínia Maria (org.). Vozes da resistência: ecos ditatoriais na literatura brasileira do século XXI. Porto Alegre: Polifonia, 2021.

FREUD, Sigmund. Obras psicológicas de Sigmund Freud: escritos sobre a psicologia do inconsciente. Luto e melancolia. Rio de Janeiro: ED Imago, 2006.

GATTI, Gabriel. Regreso al vacío: sobre ausencia y desaparición social. Oñati Socio-legal Series, v. 9, n. 2, p. 183-197, 2019.

GOMES, Gínia Maria (org.). Vozes da resistência: ecos ditatoriais na literatura brasileira do século XXI. Porto Alegre: Polifonia, 2021.

HIRSCH, Marianne. La generación de la posmemoria: Escritura y cultura visual después del Holocausto (Spanish Edition). Trad. Pilar Cáceres. Editorial Carpe Noctem, 2ª ed. 2021. Edição do Kindle.

HIRSCH, Marianne. Marcos familiares, fotografía, narrativa y posmemoria. Tradução de: Irene Depetris Chauvin. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Prometeo Libros, 2021.

KRISTEVA, Julia. Sol negro: depressão e melancolia. Rio de Janeiro: Rocco, 1989.

OLIVEIRA, Rejane Pivetta de, THOMAZ, Paulo C. (orgs.). Literatura e ditadura. Porto Alegre: Zouk, 2020.

SARLO, Beatriz. Tempo passado: cultura da memória e guinada subjetiva. Trad. Rosa Freire d’Aguiar. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

TELES, Edson; SAFATLE, Vladimir. O que resta da ditadura: a exceção brasileira. São Paulo: Boitempo, 2010.

Downloads

Publicado

2024-06-04

Como Citar

SILVA, J. B. e . ANTES DO PASSADO E OS REFLEXOS DA HERANÇA DITATORIAL NO TEMPO PRESENTE. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 76, p. 17–38, 2024. DOI: 10.9771/ell.v0i76.54068. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/54068. Acesso em: 23 jul. 2024.