VIVÊNCIAS, EMOÇÕES E O PROCESSO DE (RE)CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES DE UMA PROFESSORA DE LÍNGUA EM FORMAÇÃO INICIAL: UM ESTUDO SOB A PERSPECTIVA SOCIOCULTURAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.i72.46551

Palavras-chave:

Vivências, Emoções, Identidade, Estágio supervisionado

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de investigar a relação entre vivências, emoções e o processo de (re)construção de identidades de uma professora de língua inglesa em formação inicial. Utilizamos a teoria sociocultural (JOHNSON; GOLOMBEK, 2016) como ponto de partida para conceituar os fenômenos sob investigação. Foram utilizados como instrumentos de geração de dados a) narrativa escrita; b) narrativa visual seguida de sessão de verbalização; c) entrevista. Os dados foram analisados de acordo com a proposta da análise do conteúdo (BARDIN, 2011). A análise dos dados sugere que as vivências e emoções da participante estão diretamente relacionadas à maneira como ela constrói e negocia as identidades de professora e aprendiz de língua inglesa em um curso de licenciatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Deysiane Alves Faria Sousa, Universidade Federal de Sergipe

Doutoranda em Letras pela Universidade Federal de Sergipe.

Fabiano Silvestre Ramos, Universidade Federal da Bahia

Doutor em Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual Paulista - Campus Júlio Mesquita Filho, São José do Rio Preto. Professor Adjunto do Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia.

Referências

ANDRADE, Nilce Carla. Emotions and motivation to teach English at a Brazilian public school. 2016. 110 f. Dissertação (Mestrado em Letras) Departamento de Letras, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

BARCELOS, Ana Maria Ferreira. Identities as emotioning and believing. In: BARKUIZEN, Gary. (ed.). Reflections on language teacher identity research. New York: Routledge, 2017. (ebook).

BARCELOS, Ana Maria Ferreira. Desvelando a relação entre crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas, emoções e identidades. In: GERHARDT, Ana Flávia Magela; AMORIM, Marcel A.; CARVALHO, Álvaro Monteiro. (orgs.). Linguística aplicada e ensino: língua e literatura. Pontes Editores: Campinas, 2013. pp.153-186

BARCELOS, Ana Maria Ferreira. Unveiling the relationship between emotions, beliefs and identities. Relatório de Pós-doutorado. Universidade de Carleton/Ottawa, Canadá. 2009.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Persona, 2011 [1979].

CAMPOS, Claudinei José Gomes. Método de análise de conteúdo: ferramenta para análise de dados qualitativos no campo da saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, n. 57, v. 4, Brasília, 2004, pp. 611-614.

CHAUI, Marilena. A nervura do real: Imanência e liberdade em Espinosa, vol. II. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

CIAMPA, Antonio da Costa. A estória do Severino e a História da Severina. São Paulo: Brasiliense, 2007 [1987].

CIAMPA, Antonio da Costa. Identidade humana como metamorfose: a questão da família e do trabalho e a crise de sentido no mundo moderno. In: Interações. São Paulo, v.3, n.6, pp. 87-101, 1998.

COSTA, Ana Júlia de Abreu; PASCUAL, Jesus Garcia. Análise sobre as emoções no livro Teoría de las emociones (Vigotski). In: Psicologia & Sociedade. Recife, n.24, v.3, pp.628-637, 2012.

DONATO, Richard. Becoming a language teaching professional: what’s identity got to do with it?. In: BARKHUIZEN, Gary. (ed.). Reflections on Language Teacher Identity Research. New York: Routledge, 2017. (e-book)

DÖRNYEI, Zóltan. Research methods in applied linguistics: Quantitative, qualitative and mixed methodologies.Oxford: Oxford University Press, 2007.

FABRÍCIO, Branca Falabella. Linguística aplicada como espaço de “desaprendizagem”: redescrições em curso. In: MOITA LOPES, Luiz Paulo da. (org.). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006. pp. 45-65.

FERNANDES, Mônica B.S. O desenvolvimento da produção oral dos discentes durante aulas remotas na perspectiva docente: crenças, emoções e ações de professoras de língua inglesa da rede pública do Distrito Federal. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada). Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada. Universidade de Brasília. Brasília, 2021.

GODOY, Pauliane F.G. Crenças e emoções de uma professora formadora de língua inglesa e de seus alunos: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Letras). Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2020. 225f.

GOMES, Romeu. A análise de dados em pesquisa qualitativa. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994. pp. 67-80.

GONZÁLEZ REY, Fernando. O social na psicologia e a psicologia social: a emergência do sujeito. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente professional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2006.

JOHNSON, Karen E.; GOLOMBEK, Paula. R. Mindful L2 teacher education: a sociocultural perspective on cultivating teachers’ professional development. New York, NY: Routledge, 2016. (ebook)

JOHNSON, Karen. E. Second language teacher education: a sociocultural perspective. Routledge: New York, 2009.

KLEIMAN, Ângela B. A construção de identidades em sala de aula: um enfoque interacional. In: SIGNORINI, Inês. (org.) Língua(gem) e Identidade. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998. pp.267-302.

LANE, Sílvia T. Maurer. A mediação emocional na constituição do psiquismo humano. In: LANE, Sílvia T. Maurer; SAWAIA, Bader Burihan. (orgs.). Novas veredas da Psicologia Social. São Paulo: Brasiliense; Educ, 2006. Pp. 55-63.

LÓPEZ, Mariza G. Méndez. Emotions Attributions of ELT Pre-service Teachers and Their Effects on Teaching Practice. In: Profile: Issues Teach. Prof. Dev. Bogotá, n. 1, v. 22, pp.15-28, 2020.

MACHADO, L.V.; FACCI, M.G.D.; BARROCO, S.M.S. Teoria das emoções em Vigotski. In: Psicologia em Estudo. Maringá, n. 4, v.16, p.647-657, 2011.

MAHMOUD, Dalia Adel. The role of emotions and beliefs in developing language teacher's professional identity. American University in Cairo, Master's thesis. AUC Knowledge Fountain, 2020.

MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Fotografias da Linguística Aplicada brasileira na modernidade recente: contextos escolares. In: MOITA LOPES, Luiz Paulo da. (org.). Linguística aplicada na modernidade recente: festschrift para Antonieta Celani. São Paulo: Parábola, 2013. pp.15-38.

MOITA LOPES, Luiz Paulo. A pesquisa interpretativista em Linguística Aplicada: a linguagem como condição e solução. In: D.E.L.T.A, v. 10, n.2, 1994 (329-338).

PACHECO, Kátia Monteiro de Benedetto; CIAMPA, Antonio da Costa. O processo de metamorfose da pessoa com amputação. In: ACTA FISIATR. São Paulo. n.13, v.3, pp.163-167, 2006.

PADULA, Barbara Cotta. Emoções de uma professora de Inglês de escola regular: o papel do coaching. 2016. 134 f. Dissertação (Mestrado em Letras). Departamento de Letras, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

PINHO, Luiz Fernando. S. V. As Emoções na constituição da Identidade: A questão do sofrimento e o papel da solidariedade para a emancipação. Tese de Doutorado. PUC - SP, 2014.

RAMOS, Fabiano Silvestre. O ser e o sentir na formação inicial de uma professora de língua inglesa. In: DELLAGNELO, Adriana de Carvalho Kuerten; VIEIRA ABRAHÃO, Maria Helena Vieira. (orgs.). Estudos sobre ensino-aprendizagem e formação de professores de línguas de uma perspectiva sociocultural. Campinas, SP: Pontes Editores, 2020. Pp. 219-252.

RAMOS, Fabiano Silvestre. Sou porque sinto: Um estudo histórico-cultural sobre identidades profissionais e emoções na formação inicial de professores de inglês. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos). Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos. Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, SP, 2018.

RODRIGUES, Neide N. Relationships between pre-service teachers’ emotions and beliefs about learning and teaching English. Dissertação de mestrado. UFV/DLA. Viçosa, MG: 2015. 168f.

ROMERO, Tânia Regina de Souza. Narrativas e as identidades do docente de línguas. In: GOMES JUNIOR, Ronaldo Correia (org.). Pesquisa narrativa: histórias sobre ensinar e aprender línguas. São Paulo: Pimenta Cultural, 2020. Pp.86-109.

SAENZ, Charlotte Cesty Borda de; OLER, Regiane M.F.; GONNELLI, Fernanda Aurora S.; CARMO, Elaine Dias. Empatia no processo de ensino e aprendizagem no ensino superior em saúde. In: Atas de Ciências da Saúde, São Paulo, vol. 9, pp. 12-27, 2020.

SANCHEZ, Lilia Mabel Encinas. Emotions in classroom microsituations: a sociocultural perspective. Tese de Doutorado. Institute of Education, University of London, 2014. 251f.

SILVA, Victória Oliveira da; BORGES, Larissa Dantas Rodrigues. The Language Teacher Identity Construction: A Case Study Involving TEFL Undergraduate Students. In: Revista Linguagem em Foco. Fortaleza, n.1, v.13, p. 381-402, 2021.

SPINOZA, Benedictus. Ética. Trad. Tomaz Tadeu. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.

TOASSA, Gisele. Emoções e vivências em Vigotski. Campinas: Papirus, 2011.

TRIVIÑOS, Augusto N.S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VIEIRA ABRAHÃO, Maria Helena. A Formação do Professor de Línguas de uma Perspectiva Sociocultural. In: SIGNUM: Estud. Ling. Londrina, n. 15, v.2, p. 457-480, 2012.

VIGOTSKI, Lev S. Psicologia pedagógica. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

VIGOTSKI, Lev S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2009 [1934].

VIGOTSKI, Lev S. Teoria de las emociones: estudio histórico-psicológico. Madri: Akal, 2004.

VYGOTSKY, Lev S. The problem of the environment. In: van der VEER, R.; VALSINER, J. The Vygotsky reader. Oxford, UK: Basil Blackwell, 1994. pp. 338-344

ZEMBYLAS, Michalinos. The emotional characteristics of teaching. In: Teaching and Teacher Education, v. 20, p. 185-201, 2004.

Downloads

Publicado

2022-05-10

Como Citar

SOUSA, M. D. A. F.; RAMOS, F. S. VIVÊNCIAS, EMOÇÕES E O PROCESSO DE (RE)CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES DE UMA PROFESSORA DE LÍNGUA EM FORMAÇÃO INICIAL: UM ESTUDO SOB A PERSPECTIVA SOCIOCULTURAL. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 72, p. 98–125, 2022. DOI: 10.9771/ell.i72.46551. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/46551. Acesso em: 25 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES