ENSINO REMOTO EMERGENCIAL EM TEMPOS DE PANDEMIA: PROCESSO DE METAFORIZAÇÃO PELO JORNAL FOLHA DE S. PAULO E POR PARTÍCIPES DO ERE

Autores

  • Juliane Ferraz Oliveira Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais; Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Túlio Sousa Vieira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i69.44312

Palavras-chave:

Metáfora Conceptual, Ensino Remoto Emergencial (ERE), Educação, Pandemia.

Resumo

O objetivo do presente artigo é apresentar uma discussão sobre concepções de educação em evidência neste período pandêmico. Pretendemos flagrar metáforas que operam como grounding das concepções de Ensino Remoto Emergencial (ERE), adotadas no jornal Folha de S. Paulo e por participantes do ERE, compreendendo em que medida se distanciam e se aproximam. Para isso, adotamos como fundamentação a Teoria da Metáfora Conceptual de Lakoff e Johnson (1980[2002]), quadro que nos permitiu observar e analisar uma metáfora conceptual que subjaz aos discursos referentes ao ERE. A metodologia utilizada para seleção de dados, composição de corpus e análise é investigativa e de caráter qualitativo. Por meio das análises, pudemos identificar, enquanto resultado principal, o fato de haver uma metáfora conceptual na base do processo de conceptualização do Ensino Remoto Emergencial: ERE É MERCADORIA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-15

Como Citar

OLIVEIRA, J. F.; VIEIRA, T. S. ENSINO REMOTO EMERGENCIAL EM TEMPOS DE PANDEMIA: PROCESSO DE METAFORIZAÇÃO PELO JORNAL FOLHA DE S. PAULO E POR PARTÍCIPES DO ERE. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 69, p. 423–449, 2021. DOI: 10.9771/ell.v0i69.44312. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/44312. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES