A POLISSEMIA DE VÍRUS DOS OITOCENTOS AO TEMPO DO NOVO CORONAVÍRUS: UM ESTUDO SOB A PERSPECTIVA DA SEMÂNTICA COGNITIVA SÓCIO-HISTÓRICA

Autores

  • Elisângela Santana dos Santos Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i69.44309

Palavras-chave:

Polissemia, Vírus, Conceptualização, Categorização.

Resumo

Apresentam-se os resultados de um estudo sobre a polissemia de vírus no português brasileiro escrito, a partir de um corpus constituído por textos dos séculos XIX e XX, que constam da Linguateca, e de textos da Internet, produzidos ao longo dos últimos meses do século XXI, durante a pandemia do novo coronavírus. Para isso, foi feito um estudo descritivo-interpretativo, respaldado em princípios e linhas de investigação da Semântica Cognitiva Sócio-Histórica. Como resultado preliminar, concluiu-se que o sentido relativo ao domínio da Biologia/Ciências da Saúde é o mais prototípico e serve de base conceptual para formação de novos sentidos, os quais se inter-relacionam por via metafórica e/ou imago-esquemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-15

Como Citar

DOS SANTOS, E. S. A POLISSEMIA DE VÍRUS DOS OITOCENTOS AO TEMPO DO NOVO CORONAVÍRUS: UM ESTUDO SOB A PERSPECTIVA DA SEMÂNTICA COGNITIVA SÓCIO-HISTÓRICA. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 69, p. 339–365, 2021. DOI: 10.9771/ell.v0i69.44309. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/44309. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES