QUANDO A LUTA OCORRE POR MEIO DAS PALAVRAS: A CONSTRUÇÃO CONCEITUAL DO TERMO CORONAVÍRUS ATRAVÉS DO DOMÍNIO DA GUERRA

Autores

  • Natália Sperandio UFSJ

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i69.44306

Palavras-chave:

Metáfora, Coronavírus, Guerra.

Resumo

Neste artigo, promovemos a análise do enquadramento conceitual do termo coronavírus, de forma específica, da metáfora CORONAVÍRUS É GUERRA. Para tal, os arcabouços teórico e metodológico utilizados foram a Teoria da Metáfora Conceitual (TMC), e, sua versão atual, a Teoria Neural da Metáfora (TNM). Assim, a identificação da metáfora eleita foi feita com base na TMC e sua análise ocorreu por meio da notação analítica proposta pela TNM, fazendo com que fosse possível um exame mais aprofundado da metáfora investigada, permitindo a sua classificação como metáfora complexa, a apresentação dos elementos mapeados dos domínios fonte ao alvo e das metáforas primárias evocadas em sua construção. Como resultado, observamos que o termo guerra, tão utilizado na conceitualização do coronavírus como domínio-fonte, possui seu lado positivo, ao nos possibilitar compreender um pouco melhor esse domínio tão novo para nós, e negativo ao fazer com que ajamos como se já conhecêssemos nosso adversário, como se pudéssemos combatê-lo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-15

Como Citar

SPERANDIO, N. QUANDO A LUTA OCORRE POR MEIO DAS PALAVRAS: A CONSTRUÇÃO CONCEITUAL DO TERMO CORONAVÍRUS ATRAVÉS DO DOMÍNIO DA GUERRA. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 69, p. 281–298, 2021. DOI: 10.9771/ell.v0i69.44306. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/44306. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES