A METÁFORA NA LINHA DE FRENTE: MAPEAMENTOS DE GUERRA NA CONCEPTUALIZAÇÃO DA PANDEMIA DE COVID-19

Autores

  • Solange Coelho Vereza Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i69.44288

Palavras-chave:

Metáfora conceptual, Mapeamentos, Elementos-fonte, Perspectivação, pandemia COVID-19.

Resumo

Este artigo tem como objetivo propor e explorar, teórica e analiticamente, a metáfora conceptual COMBATE À PANDEMIA DE COVID-19 É GUERRA, com base em seus mapeamentos, instanciados em textos verbais e multimodais. A reflexão desenvolvida é empiricamente respaldada por dados coletados em resultados de busca da Plataforma Google e no Corpus do Português Online. A análise tem como foco os mapeamentos estabelecidos a partir de vários elementos-fonte estruturantes do domínio GUERRA, como “arma”, “inimigo”, “agonista/soldado” e “herói”. A discussão será norteada pela hipótese de que mapeamentos seletivos perspectivam elementos-alvo do domínio COMBATE À PANDEMIA DE COVID-19, sendo sempre inseridos em uma dada situação discursiva, que, configurada por elementos contextuais, também participa do processo de perspectivação como um todo. A pesquisa se apoia nos seguintes conceitos teóricos, que se inserem na área da Linguística Cognitiva: metáfora conceptual, mapeamento, elementos-fonte e perspectivação. Esses conceitos também são mobilizados como unidades de análise dos textos examinados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-15

Como Citar

VEREZA, S. C. A METÁFORA NA LINHA DE FRENTE: MAPEAMENTOS DE GUERRA NA CONCEPTUALIZAÇÃO DA PANDEMIA DE COVID-19. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 69, p. 52–89, 2021. DOI: 10.9771/ell.v0i69.44288. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/44288. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES