DOS MEANDROS DO PASSADO À CONSTRUÇÃO DE ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS: UM RELATO SOBRE PESQUISAS DESENVOLVIDAS NO ÂMBITO DA LEXICOGRAFIA HISTÓRICO-VARIACIONAL

Autores

  • Lisana Rodrigues Trindade Sampaio Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i68.41968

Palavras-chave:

Linguística Histórica, Filologia, Léxico do português arcaico, Lexicografia Histórico-Variacional, Metodologia.

Resumo

Pretende-se, neste trabalho, a partir da apresentação das pesquisas realizadas no âmbito da lexicografia histórico-variacional, desde a iniciação científica, perpassando pelo mestrado até o doutorado, registrar os métodos e técnicas que têm norteado a sistematização dos itens lexicais patentes na documentação remanescente importante para o conhecimento da constituição histórica da língua portuguesa. Nessa perspectiva, no esteio dos estudos de Mattos e Silva (2006) e Machado Filho (2014; 2012), considera-se, aqui, essa documentação um subsídio para investigar a constituição histórica da língua portuguesa. Por essa razão, os corpora selecionados são ponto de partida, assim como ratifica-se aqui a necessária articulação entre o labor filológico e os preceitos da linguística histórica para a construção de estratégias metodológicas próprias à lexicografa histórico-variacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lisana Rodrigues Trindade Sampaio, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Licenciada em Letras Vernáculas, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), onde, na qualidade de bolsista de iniciação científica, desenvolveu pesquisa sobre a constituição histórica da língua portuguesa, precisamente sobre a edição interpretativa de um impresso do início do século XVI e a onomástica patente nesse documento, ligada ao Programa para a História da Língua Portuguesa (PROHPOR). Mestre em Linguística Histórica pelo Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura (PPLinC), na mesma instituição, tendo elaborado uma edição interpretativa e um glossário do manuscrito Livro dos Usos da Ordem de Cister, datado de 1415. Participa do grupo de pesquisa Nêmesis, que engloba o DEPARC (Dicionário Etimológico do Português Arcaico), coordenado pelo Prof. Dr. Américo Venâncio Lopes Machado Filho, na condição de pesquisadora. Doutora em Linguística Histórica, pelo referido Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura. Em sua tese de doutoramento, realizou a edição diplomática das cantigas de satíricas do Cancioneiro da Biblioteca Nacional (Colocci-Brancuti) e um glossário das formas verbais patentes nesse espólio.Atualmente, é docente do Centro de Formação de Professores da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, na área de Língua Portuguesa e Ensino. Tem interesse nas áreas de filologia, português arcaico, formação do português brasileiro, lexicografia histórico-variacional, estudos do texto, constituição histórica da língua portuguesa e do seu léxico, aspectos da fonética e fonologia, morfologia, sintaxe, da semântica e pragmática do português, além de diversos temas sociopolíticos acerca da língua e do seu ensino.

Downloads

Publicado

2021-05-28

Como Citar

Sampaio, L. R. T. (2021). DOS MEANDROS DO PASSADO À CONSTRUÇÃO DE ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS: UM RELATO SOBRE PESQUISAS DESENVOLVIDAS NO ÂMBITO DA LEXICOGRAFIA HISTÓRICO-VARIACIONAL. Estudos Linguísticos E Literários, (68), 484–509. https://doi.org/10.9771/ell.v0i68.41968

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES