DO ALiB AO ALiB: O ESTUDO DA DITONGAÇÃO DIANTE DE -S EM DIFERENTES TEMPOS

Autores

  • Amanda dos Reis Silva Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i68.41953

Palavras-chave:

Ditongação diante de -S, Projeto Atlas Linguístico do Brasil, Português Brasileiro.

Resumo

Este artigo aborda o estudo da ditongação diante de -S, fenômeno que se manifesta em pa(i)z, de(i)z, trê(i)s, vo(i)z, lu(i)z etc. Trata-se de um processo característico do Português Brasileiro (PB), em face do Português Europeu (LEITE DE VASCONCELOS, 1970 [1901] e outros). Destacam-se, neste texto, os estudos desenvolvidos no âmbito do Projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALiB). A investigação do fenômeno limitava-se a comentários esparsos em textos que davam conta dos estudos sobre o PB, em geral, ou a investigações sociolinguísticas que se restringiam a pequenos grupos de falantes e localidades, principalmente do Sul do país (cf. LEIRIA, 1998; TASCA, 2000; HAUPT, 2007). A partir do ano de 2008, começaram a ser levantados os dados referentes ao fenômeno com base no corpus do ALiB. No âmbito do Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura (PPGLinC) da UFBA, desenvolveram-se a dissertação (2012-2014) e a tese (2014-2018) da autora, as quais dão informações acerca do fenômeno em 25 capitais brasileiras e 22 cidades do estado da Bahia, respectivamente. Por meio de análises dialetais, sociolinguísticas e, com base no aparato da Fonética Acústica, sabe-se que, além da diferenciação diatópica, há questões de ordem acústico-articulatórias e sociohistóricas que justificam a existência dessa ditongação no PB e a primazia de determinadas comunidades no uso das variantes ditongadas. Atualmente, prossegue-se a análise do fenômeno em áreas do Nordeste brasileiro constituintes da rede de pontos no ALiB.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda dos Reis Silva, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

É licenciada em Letras Vernáculas, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA, 2012). Possui Mestrado (2014) e Doutorado (2018) em Língua e Cultura, pelo Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura da UFBA. Atualmente, é docente do Centro de Formação de Professores da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, na área de Linguística. Lidera o Grupo de Estudos do Português Popular da Bahia (GEPPPOP), que visa a uma caracterização linguística dos territórios de identidade do Recôncavo e Vale do Jiquiriçá. É membro, desde 2008, do Projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALiB), em que desenvolve pesquisas sobre ditongos no Português Brasileiro. É membro do GConPORT - Fala e Contexto no Português Brasileiro (UNEB), atuando na linha Constituição e Diversidade do Português Brasileiro. Coordena, juntamente com a Prof.ª Dr.ª Vanderci de Andrade Aguilera, a Comissão Científica de Dialetologia da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN). Idealizou e coordena, na UFRB, os projetos de extensão Café com Linguística: diálogos em torno da linguagem humana e seu estudo e o Projeto LER: Letramento Acadêmico em Rede. É colaboradora no PROLET: Programa de Letramento Acadêmico, do CFP-UFRB. Dedica-se aos estudos linguísticos, tratando, principalmente, de temas referentes à diversidade do Português Brasileiro, à interface fonético-fonológica da Língua Portuguesa, às teorias linguísticas, à popularização da Linguística e às práticas de letramento acadêmico. 

Downloads

Publicado

2021-05-28

Como Citar

Silva, A. dos R. (2021). DO ALiB AO ALiB: O ESTUDO DA DITONGAÇÃO DIANTE DE -S EM DIFERENTES TEMPOS. Estudos Linguísticos E Literários, (68), 394–426. https://doi.org/10.9771/ell.v0i68.41953

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES