PRESSUPOSIÇÃO E IMPLICATURAS GRICEANAS: CONSIDERAÇÕES SOBRE AS INFERÊNCIAS DOS VERBOS FACTIVOS | PRESUPPOSITION AND GRICEAN IMPLICATURES: CONSIDERATIONS ON THE INFERENCES OF FACTIVE VERBS

Autores

  • Andressa D'Ávila Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.9771/ell.v0i57.24712

Palavras-chave:

Verbos factivos, Pressuposição, Implicaturas.

Resumo

O objetivo desse artigo é discutir o estatuto das inferências associadas a verbos factivos. Tradicionalmente, esses verbos são classificados como gatilhos pressuposicionais, porém, à medida que a noção pressuposição foi levando a problemas de análise, o modelo de implicaturas de Grice (1975) aparece como alternativa de classificação. Além de apresentar o percurso dessas expressões, iremos a partir de alguns dados em Português Brasileiro (PB), estabelecer um breve diálogo com as intuições de Karttunen (2016), a fim de argumentar em favor do retorno à discussão sobre gatilhos pressuposicionais, já há algum tempo estagnada no Brasil.

Palavras-Chave: Verbos factivos; Pressuposição; Implicaturas. 

Abstract: This paper aims to discuss the status of inferences associated with factive verbs, . Traditionally, these verbs are classified as presupposition triggers, however, since the concept of presupposition poses some analysis problems, the Gricean model of implicatures appears as an alternative of classification. In addition to presenting some background of these expressions, we will show Brazilian Portuguese (BP) data in order to in order to confront some Karttunen’s (2016) insights. In conclusion, we argue in favor of reopening the discussion on presupposition triggers, which remains quite outdated in Brazil.  

Keywords: Factive verbs; Presupposition; Implicatures

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-03-19

Como Citar

D’ÁVILA, A. PRESSUPOSIÇÃO E IMPLICATURAS GRICEANAS: CONSIDERAÇÕES SOBRE AS INFERÊNCIAS DOS VERBOS FACTIVOS | PRESUPPOSITION AND GRICEAN IMPLICATURES: CONSIDERATIONS ON THE INFERENCES OF FACTIVE VERBS. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 57, p. 241–261, 2017. DOI: 10.9771/ell.v0i57.24712. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/24712. Acesso em: 4 jul. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES