SOMBRAS E DISSONÂNCIAS EM PIRANDELLO

Autores

  • Andrea Quilian de Vargas Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Rosani Ketzer Umbach Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

DOI:

https://doi.org/10.9771/2176-4794ell.v56i56.17220

Palavras-chave:

Pirandello, Personagem, Romance, Novela.

Resumo

A ausência de relações de causa e efeito, as referências autobiográficas, o “romance dentro do romance” e a personagem entendida como “projeção mental” do autor são elementos presentes em inúmeras obras do escritor siciliano Luigi Pirandello. O objetivo deste trabalho é mostrar que o uso dessas estratégias em romances e novelas contraria a harmonia da narrativa naturalista e nega a ideia de personagem como cópia dos seres humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Quilian de Vargas, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Mestra em Estudos Literários pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), doutoranda em Estudos Literários na mesma instiruição.

Rosani Ketzer Umbach, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutorado em Neuere Deutsche Literatur (1997) pela Freie Universität Berlin, Alemanha.Professora titular no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM),

 

Downloads

Publicado

2017-06-25

Como Citar

DE VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. K. SOMBRAS E DISSONÂNCIAS EM PIRANDELLO. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, v. 56, n. 56, p. 6–25, 2017. DOI: 10.9771/2176-4794ell.v56i56.17220. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/17220. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Estudos Literários