O PAI ODIOSO: O FEMININO NA FAMÍLIA PATRIARCAL

Autores

  • Hermano de França Rodrigues Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.9771/2176-4794ell.v56i56.16171

Palavras-chave:

Literatura, Patriarcado, Violência

Resumo

O saber popular, sobretudo aquele enraizado no romanceiro iberoamericano, traduz uma concepção de mundo ainda pautada nos direcionamentos conservadores sobre o gênero, o sexo e a sexualidade. Homem e mulher são geralmente delineados como figuras antagônicas, diferentes, com funções específicas e identificadas por uma hierarquia discriminatória e perversa. Reside, nessas reflexões, nossa proposta de estudo: examinar, no romance oral Tens um filho sem marido, as configurações ideológicas de um ordenamento social edificado pelo patriarcado, o qual se afirma e se consolida em seu diálogo afinado (às vezes ruidoso) com o catolicismo popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hermano de França Rodrigues, Universidade Federal da Paraíba

Prof. Dr. do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas e do Programa de Pós-Graduação em Letras, da Universidade Federal da Paraíba.

Downloads

Publicado

2017-06-25

Como Citar

RODRIGUES, H. de F. O PAI ODIOSO: O FEMININO NA FAMÍLIA PATRIARCAL. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, v. 56, n. 56, p. 83–96, 2017. DOI: 10.9771/2176-4794ell.v56i56.16171. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/16171. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Estudos Literários