A EMERGÊNCIA DE ABRIL EM O NOME DAS COISAS (1977), DE SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

Autores

  • Gerson Luiz Roani
  • Rodrigo Corrêa Machado

DOI:

https://doi.org/10.9771/2176-4794ell.v0i51.13753

Palavras-chave:

Sophia de Mello Breyner Andresen, Poesia, Revolução dos Cravos, Memória.

Resumo

Sophia de Mello Breyner Andresen é considerada como um dos grandes nomes na lírica portuguesa contemporânea devido à grande qualidade de sua produção poemática. Os poemas andresenianos possuem uma forte consciência social e política, caracterizando o comprometimento com o Outro como uma das grandes linhas de força da escrita efetuada pela autora. Sendo assim, o presente trabalho tem como objetivo estudar as aproximações existentes entre poesia, História e memória na obra andreseniana O Nome das Coisas (1977). Para tanto, nos propomos à análise de poemas referentes à Revolução dos Cravos, à deposição do totalitarismo português, e aos desdobramentos de tal sublevação lusitana. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-06-17

Como Citar

ROANI, G. L.; MACHADO, R. C. A EMERGÊNCIA DE ABRIL EM O NOME DAS COISAS (1977), DE SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 51, 2015. DOI: 10.9771/2176-4794ell.v0i51.13753. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/view/13753. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS / ARTICLES