RESIDÊNCIA DE ENFERMAGEM EM PSIQUIATRIA E SAÚDE MENTAL: PERSPECTIVAS SOBRE FORMAÇÃO E CAMPO DE TRABALHO

John Victor dos Santos Silva, Thyara Maia Brandão, Amanda Cavalcante de Macêdo, Keila Cristina Pereira do Nascimento Oliveira, Mara Cristina Ribeiro, Ronildo Alves dos Santos

Resumo


Objetivo: descrever a perspectiva de enfermeiros egressos de um programa de residência de Enfermagem em Psiquiatria e Saúde Mental em Alagoas sobre a formação e o campo de trabalho. Método: estudo exploratório, qualitativo, realizado com dez enfermeiros egressos de um programa de residência de Enfermagem em Psiquiatria e Saúde Mental no Nordeste do Brasil. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com gravação de áudio. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo temática e discutidos à luz dos referenciais teóricos da Reforma Psiquiátrica e da Enfermagem em Saúde Mental. Resultado: as categorias temáticas identificadas foram “Processo de Formação: expectativas versus realidade” e “Campo de Trabalho: oportunidades e satisfação profissional”. Considerações finais: em relação à formação, os enfermeiros egressos sentiam-se satisfeitos com o conhecimento proporcionado pela residência; em relação ao campo de trabalho, manifestaram frustração por não serem aproveitados, mesmo sendo profissionais especializados e aptos para contribuir para a qualificação do serviço.

Descritores: Enfermagem. Internato não Médico. Enfermagem Psiquiátrica. Saúde Mental. Serviços de Saúde Mental.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v35.39080

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt