Avaliação in vitro do potencial cariogênico e erosivo de corticosteroide de uso tópico

Autores

  • Tila Fortuna Costa Freire UFBA
  • Elisângela de Jesus Campos
  • Gabriela Botelho Martins UFBA

DOI:

https://doi.org/10.9771/cmbio.v17i3.28669

Palavras-chave:

Dexametasona. Erosão Dentária. Cárie Dentária.

Resumo

Introdução: o tratamento com bochechos de dexametasona elixir é bastante descrito na literatura para casos de lesões erosivas e ulceradas em mucosa bucal. Excipientes acrescentados aos medicamentos os tornam mais palatáveis e estáveis, embora possam resultar em efeitos adversos que comprometem a saúde bucal. Objetivo: este estudo propôs-se a avaliar, in vitro, o pH, a acidez total titulável (ATT) e o teor de sólidos solúveis totais (SST) de diferentes marcas de dexametasona elixir disponíveis no mercado da cidade de Salvador, correlacionando-os ao potencial erosivo e cariogênico do medicamento para os dentes. Metodologia: seis marcas (A, B, C, D, E e F)  de laboratórios distintos foram incluídas neste estudo. O valor do pH foi aferido utilizando-se pHmetro e agitador magnético; a ATT foi determinada adicionando-se hidróxido de sódio (NaOH) 0,1 N e a aferição do SST foi através de refratômetro. Os dados foram expressos em valores médios e desvios padrão. Resultados: o pH de todas as marcas investigadas apresentou medidas abaixo de 5,5, logo, todas apresentaram potencial erosivo. Na avaliação da ATT, maior volume de NaOH 0,1N foi necessário pela marca D para alcançar pH 5,5 e 7,0. Dentre as marcas investigadas, a marca B foi a que apresentou maior teor de SST em sua composição. Conclusão:  soluções para uso local de dexametasona elixir possuem potencial erosivo e alto teor de SST, tornando-se, então, importante a orientação de instrução de higiene oral dos pacientes que possuem maior risco de desenvolver alterações dentárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tila Fortuna Costa Freire, UFBA

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas. Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia (ICS, UFBA).

Elisângela de Jesus Campos

2Doutora em Medicina e Saúde.Professora Adjunta do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia (ICS, UFBA)

Gabriela Botelho Martins, UFBA

Doutora em Estomatologia Clínica. Professora Adjunta do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia (ICS, UFBA)

Downloads

Publicado

2018-12-18

Como Citar

Freire, T. F. C., Campos, E. de J., & Martins, G. B. (2018). Avaliação in vitro do potencial cariogênico e erosivo de corticosteroide de uso tópico. Revista De Ciências Médicas E Biológicas, 17(3), 386–391. https://doi.org/10.9771/cmbio.v17i3.28669

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>