Culture and translation:

paths beyond borders for identity and history

Autores

Palavras-chave:

Transculturality, Identity, Nation, Narration, Translation, Transculturalidade, Identidade, Narração, Tradução

Resumo

Identidades, nações e, por conseguinte, ajudam a construir narrativas? Será que possivelmente colaboram na redefinição de mundos periféricos socialmente em direção ao centro e vice-versa? Transcriações provaram ser capazes de rearranjar o caos a medida em que representam
cultura, permitindo novas definições de cultura e identidade. Neste trabalho, observaremos o conceito de transculturalidade, a fim de compreender o papel da tradução cultural e literária, especificamente. Além disso, ao nos voltarmos para exemplos práticos de tradução e transcriação poética, este trabalho propõe uma reflexão sobre a importância da tradução tanto na (re)construção da cultura na era digital, quanto no estabelecimento de diálogos entre nações e narrações. Ao fim, pode ser que o tema “paz mundial pelas línguas” (pax mundi per línguas) seja reforçado pelas práticas transculturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisele Giandoni Wolkoff, Universidade Federal Fluminense - UFF

Professora do Departamento Multidisciplinar do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal Fluminense (UFF). Orcid: https://orcid.org/0000-0001-8962-5215

Tania Wolkoff, Centro Universitario Assunção - Unifai

Professora da Unifai - Centro Universitario Assunção.

Referências

BHABHA, Homi. The Location of culture. London: Routledge, 1994.

BUDEN, Boris. Translation Studies Forum: cultural translation. Disponível em:

https://translate.google.com/translate?hl=pt-PT&sl=en&u=https://www.tandfonline.com/

doi/full/10.1080/14781700.2010.496936&prev=search&pto=que

CRONIN, Michael. Translation in the Digital Age. London: Routledge, 2013. DARMAROS,

Marina. “Gabriela, cravo e canela” e o degelo soviético: o apagamento da primeira obra escrita

por Amado após “Os subterrãneos da liberdade”. Revista USP. " Disponível em:

http://www.revistas.usp.br/teresa/article/view/146115

JAKOBSON, Roman. Linguística e Comunicação. Trad. Izidoro Blikstein, José Paulo Paes. 8ª ed.

São Paulo, SP: Editora Cultrix, 1975.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. tradução: Tomaz Tadeu da Silva e

Guacira Lopes Louro. São Paulo: DP&A editora, 1998.

MILTON, J., BANDIA, P. Agents of Translation. John Benjamin´s Publishing, 2009. MORIN,

Edgar. Introdução ao Pensamento Complexo. Porto Alegre, Ed.Sulina, 2011.

SILVA-REIS, D. ; MILTON, J. . História da Tradução no Brasil. TRANSLATIO , v. 12, p. 2-42, 2016.

TOOGE, Marly. Patrono Da Amizade: as traduções de obbras brasileiras da Alfred A.Knopf em

meados do século XX. , 6 Tradterm 17. Revistas USP.

VYGOTSKY, L.S. “Pensamento E Palavra” In: Pensamento E Linguagem (tradução: Jefferson

Luiz Camargo). São Paulo: Martins Fontes, 1993.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

WOLKOFF, G. G.; WOLKOFF, T. Culture and translation:: paths beyond borders for identity and history. Revista Fontes Documentais, [S. l.], v. 3, n. Ed. Especial, p. 743–752, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/RFD/article/view/57699. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

COMUNICAÇÕES: Médicos-Cultural: Informação, Memória, Identidade e Patrimônio