Uma metodologia operativa para indagação arqueológica do terreno pela resistividade elétrica (Método de Wenner)

Autores

  • Mário Mendonça Oliveira
  • Emanuel Goes de Araújo
  • Edson Peixoto

Resumo

Entre os métodos de prospecção não destrutiva dos terrenos destacam-se os baseados na condutibilidade elétrica e, dentre estes, o de maior propriedade e eficiência é o que emprega o "arranjo de Wenner" utilizando quatro eletrodos. Através de experimentação em um tema concreto na área arqueológica da Casa da Torre de Garcia d'Ávila, procuramos o procedimento mais adequado e consequente para medições e anotações de dados sobre a condutibilidade do terreno, operando com medidores de resistividade que são comumente encontrados nas companhias distribuidoras de energia elétrica. Tal equipamento demonstrou a sua eficácia na individualização de alterações na continuidade da estrutura do terreno e, consequentemente, localização de possíveis testemunhos arqueológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-08-01

Como Citar

Oliveira, M. M., Araújo, E. G. de, & Peixoto, E. (2008). Uma metodologia operativa para indagação arqueológica do terreno pela resistividade elétrica (Método de Wenner). RUA: Revista De Arquitetura E Urbanismo, 1(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/rua/article/view/3015

Edição

Seção

Artigos