“VOCÊ PODE IR PARA O FUNDO DO MUNDO, MAS SEMPRE VOLTA PARA A ALDEIA”:

OS TUPINAMBÁ DA SERRA DO PADEIRO, SUL DA BAHIA, E O RETORNO DOS PARENTES

Autores

  • Daniela Fernandes Alarcon Laboratório de Pesquisas sobre Etnicidade, Cultura e Desenvolvimento/ Museu Nacional/ Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.9771/revpre.v10i10.37163

Palavras-chave:

Tupinambá, recuperação territorial, mobilização

Resumo

Este artigo descreve e analisa a mobilização contemporânea dos Tupinambá da Serra do Padeiro (Terra Indígena Tupinambá de Olivença, sul da Bahia) no quadro da recuperação territorial em curso na aldeia. Mais especificamente, ele se debruça sobre o retorno dos parentes, o processo de reversão da diáspora atrelado às retomadas de terras, ações de recuperação da posse de áreas detidas por não indígenas no interior do território tupinambá. Assentado em reconstituições de trajetórias de interlocutores e interlocutoras envolvidos na recuperação territorial, o artigo investiga o retorno dos parentes em seus aspectos gerais, como sua distribuição na aldeia, as conexões com faixa etária e gênero, as condições para os regressos, suas causas e outros elementos. Além disso, examina as dinâmicas de mobilização que precipitavam, concretizavam e sustentavam os retornos, envolvendo vivos, mortos e encantados, entidades centrais da cosmologia tupinambá.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-18

Como Citar

Alarcon, D. F. (2022). “VOCÊ PODE IR PARA O FUNDO DO MUNDO, MAS SEMPRE VOLTA PARA A ALDEIA”: : OS TUPINAMBÁ DA SERRA DO PADEIRO, SUL DA BAHIA, E O RETORNO DOS PARENTES. Revista Prelúdios, 10(10), 138–164. https://doi.org/10.9771/revpre.v10i10.37163