Saúde e doença do corpo das travestis e mulheres transexuais: análise das dissertações e teses brasileiras nas ciências da saúde entre 1992-2019

Autores

  • Ramon de Oliveira Bieco Braga Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Ana Paula Benato Universidade Estadual de Ponta Grossa

Resumo

Problematizamos quais são os temas das dissertações e teses brasileiras, defendidas na grande área do conhecimento Ciências da Saúde, que abordam a relação saúde-doença das travestis e mulheres transexuais, entre os anos 1992 a 2018? A operacionalização consistiu em uma busca no banco on-line de dissertações e teses da CAPES, que identificou um total de 130 pesquisas. Estas foram tabuladas identificando quantas dissertações e teses foram defendidas nos programas de Pós-graduação, por área do conhecimento e a quantidade por temas que abordam travestis e transexuais na grande área do conhecimento Ciências da Saúde. Os resultados demonstram que muitos temas que interferem diretamente na vida destas pessoas ainda não foram abordados, evidenciando lacunas acadêmicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ramon de Oliveira Bieco Braga, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutorando em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG. Mestre em Geografia (2015) e Especialista em Análise Ambiental (2013) pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Paraná - UFPR. Especialista no Ensino e Pesquisa na ciência geográfica (2016) pela Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná - UNICENTRO. Graduado nos cursos de Licenciatura Plena em Geografia (2012) pelo Centro Universitário Campos de Andrade - UNIANDRADE e Bacharel em Geografia (2018) pela UFPR.

Ana Paula Benato, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Mestranda em Gestão do Território pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Graduada no curso de Licenciatura Plena em Geografia (2017) e Bacharelado em Geografia (2018) pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Desenvolve pesquisas acadêmicas na área de Geografias Feministas e das Sexualidades, com ênfase em Gênero, Espacialidades interditadas e Espacialidades Escolares.SAÚDE E DOENÇA NO CORPO DAS TRAVESTIS E MULHERES TRANSEXUAIS: ANÁLISE DAS DISSERTAÇÕES E TESES BRASILEIRAS NAS CIÊNCIAS DA SAÚDE, ENTRE 1992-2018

Downloads

Publicado

2021-08-16

Como Citar

Braga, R. de O. B., & Benato, A. P. (2021). Saúde e doença do corpo das travestis e mulheres transexuais: análise das dissertações e teses brasileiras nas ciências da saúde entre 1992-2019. Revista Periódicus, 1(16), 372–352. Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/revistaperiodicus/article/view/33372