DANÇA E MÚSICA DE BLOCOS AFRO: fundamentos de uma poética e política negra

Autores

  • Amélia Vitória Souza Conrado UFBA
  • Sueli Santos Conceição UESC

Palavras-chave:

Blocos Afro, Epistemologia Negra, Dança e Música Negra.

Resumo

A abordagem sobre Dança e Música dos Blocos Afro na cidade de Salvador-Bahia enfatiza os princípios que orientam uma poética e política negra enquanto uma forma de organização social e estratégia do Movimento Negro contemporâneo. Identifica-se que as instituições da educação oficial, em todos os níveis, não vem contemplando os conhecimentos e saberes que as instituições artístico-culturais negras produzem, apesar das ações e políticas afirmativas do Movimento Negro Unificado junto ao Estado brasileiro para o reconhecimento e valorização da sua identidade cultural. Nesse sentido, alguns autores auxiliam a definir conceitos, articular pressupostos e chegar a algumas evidências, tais como Santos (2003), Santos (2015), Gomes (2017), Silva (2011), entre outros. Acredita-se que somente com uma mudança de pensamento e ação compartilhada, em que a arte permaneça atuando em um campo do sensível e das questões humanas, poderemos almejar transformações nas formas políticas de emancipação e, portanto, de luta antirracista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amélia Vitória Souza Conrado, UFBA

Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia (PPGE/UFBA). Professora da Escola de Dança da UFBA. Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Dança (PPGDANÇA) e do Mestrado Profissional em Dança (PRODAN).

Sueli Santos Conceição, UESC

Doutora em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Mestra em
Estudos Étnicos e Africanos pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Coordenadora e Supervisora de Projetos do Terreiro Oju Omi (Bahia).

Downloads

Publicado

2020-12-31