DANÇAS NEGRAS EM AFRODIÁSPORAS

Autores

  • Denise Mancebo Zenicola UNIRIO

Palavras-chave:

Dança Negra, Diáspora, Estética descolonial.

Resumo

O artigo propõe aprofundar o estudo de estética pós-colonial da Dança Afro-Brasileira Contemporânea. O objetivo é aumentar o entendimento de como criações coreográficas podem refletir fazeres corpóreos e performances que têm como marca um dançar em constante e elevado nível de reformulação cultural. Logo, procuramos analisar processos e escolhas de performances ocorridas nas memórias do corpo. Nosso eixo de análise temática utiliza alguns princípios teóricos de diásporas do corpo em Gilroy e do surgimento de novas formas culturais do multiculturalismo em Bhabha. Pretendemos, assim, refletir conceitos e processos de criadores de dança que manifestam, em um nível mais profundo, a confirmação de nossas potências culturais, identidades e diferenças em danças de diásporas, as chamadas Dança Afrocontemporânea ou Dança Afrodiaspórica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise Mancebo Zenicola, UNIRIO

Diretora, Coreógrafa. Mestrado em Teatro e doutorado em Artes Cênicas (UNIRIO-RJ), PhD. Sênior em Danças Negras (ISCTE-Lisboa), Professora Associada do curso de Produção Cultural do Departamento de Artes, IACS (UFF-RJ). Pesquisadora Nepaa (UNIRIO).

Downloads

Publicado

2020-12-31