APLs de Gemas e Joias na Região Metropolitana do Distrito Federal – Possíveis Avanços de Marcas e de Certificações

Autores

  • Alessandro Aveni Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
  • Ângelo Magalhães Junior Magalhães Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
  • Claudina Maria Costa Costa Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
  • Lúcia de Assunção de Assunção Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v14i2.32937

Palavras-chave:

Economia Mineral, Indicação Geográfica, Gemas e Joias da Região Metropolitana do DF.

Resumo

O trabalho tem como objetivo pesquisar os APLs de Gemas e de Joias na Região Metropolitana do Distrito Federal e verificar a possibilidade e o interesse na criação de uma Indicação Geográfica para esse setor. No decorrer da pesquisa, bibliográfica e qualitativa, foi detectado que no DF existia inicialmente um APL de gemas e de joias que foi desativado, permanecendo o APL de Gemas e de Joias da Região Metropolitana do DF em Cristalina (GO). São analisados os destaques e as tendências do mercado de joias no Brasil. A coleta de dados se deu por meio de entrevistas, observação não participante e análise documental. Como resultado preliminar, verificou-se que existem muitos problemas a serem superados, como a questão da organização das associações, da diversificação dos fornecedores pela rapidez de produção e dos acordos sobre concorrência que comprometem a qualidade dos produtos. Foi evidenciada também a falta de incentivos fiscais para o crescimento do setor na Região.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ângelo Magalhães Junior Magalhães, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

advogado Coordenadoria de Contratos
e Convênios (CCC) Assessoria Jurídica (AJU) da Embrapa Empresa Brasileira
de Pesquisa Agropecuária

Claudina Maria Costa Costa, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

administradora trabalha no do MDIC ministério
da Economia, Comércio Exterior e Serviços

Lúcia de Assunção de Assunção, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

psicóloga Organizacional na Assessoria Internacional
da UnB, empreendedora, mestranda em propriedade intelectual
e transferência de tecnologia PROFNIT/UNB

Referências

ABRAGEM – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS PEQUENOS E MÉDIOS PRODUTORES DE GEMAS, JOIAS E SIMILARES; MINERADORES E GARIMPEIROS Estatudo. Abragem, 2010. Disponível em: www.abragem.org. Acesso em: 15 fev. 2021.

ANM – AGÊNCIA NACIONAL DE MINERAÇÃO. Brasília, DF: outubro de 2018. Disponível em: http://www.anm.gov.br/dnpm/publicacoes. Acesso em: 3 nov. 2018.

APEX – AGÊNCIA DE PRODUÇÃO PARA O COMÉRCIO EXTERIOR. Brasília, DF, 2018. Disponível em: http://www.apexbrasil.com.br/Noticia. Acesso em: 30 out. 2018.

BOXER, Charles R. Idade de Ouro do Brasil: dores de crescimento de uma sociedade colonial. Rio de Janeiro, RJ: Nova Fronteira, 1969.

BRASIL MCT/SETEC/CGTS. Desenvolvimento e inovação tecnológicas. In: IV SEMINÁRIO NACIONAL DE APL DE BASE MINERAL, Curitiba-PR, 19- 21 set. 2007. Anais [...]. Curitiba, PR, 2007.

BRASIL. Lei n. 11.685, de 2 de junho de 2008. Institui o Estatuto do Garimpeiro e dá outras providências. Brasília, DF: Senado Federal, 2008.

BRASIL/LAPEGE/CETEM/MCTIC. Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: http://www.cetem.gov.br/lapege. Acesso em: 30 out. 2018.

CARDOSO, Univaldo Coelho; CARNEIRO, Vânia Lúcia Nogueira; RODRIGUES, Édna Rabêlo Quirino. APL: Arranjo Produtivo Local. Brasília, DF: Sebrae, 2014.

CRISTALINA. Goiás, GO. Histórico. [2018]. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/goias/cristalina.pdf. Acesso em: 15 de outubro de 2018.

IBGM – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEMAS E MATERIAIS PRECIOSOS. Manual Técnico de Gemas. Brasília, DF: IBGM, 2001. 124 p.: il.

IBGM – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEMAS E MATERIAIS PRECIOSOS. Manual Técnico de Gemas. Brasília, DF: IBGM, 2005. 50 p.

IBGM – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEMAS E MATERIAIS PRECIOSOS. Mineração e Desenvolvimento Sustentável. Brasília, DF: Departamento Nacional de Produção Mineral, 2004.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos da Metodologia Científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003. 315p.

MCKINSEY GLOBAL INSTITUTE. The state of fashion 2019. McKinsey global Institute. 2019. disponivel em www.mckinsey.com/~/media/mckinsey/industries/retail/ acesso o dia 15 de fevererio de 2021.

MI – MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO. Arranjos Produtivos Locais nos Espaços Prioritários dos Programas de Desenvolvimento Regional, PPA 2004- 2007. Brasília, DF, 2008.

MDICE – MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR. Políticas e Ações para a Cadeia Produtiva de Gemas e Joias/Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Coordenação de Hécliton Santini Henriques, Marcelo Monteiro Soares. Brasília, DF: Brisa, 2005. 116 p.: il.

MNE – MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA. Proposta da 4ª Fase do Programa Setorial Integrado de Apoio às Exportações de Gemas, Joias e Afins. Brasília: IBGM, 2004.

OLIVEIRA, Maurício Lopes de. Direito de Marcas. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2004.

PEREIRA, Roberto Costa; HENRIQUES, Hécliton Santini. Ouro, Gemas e Jóias: em busca de um entendimento. Brasília, DF: IBGM, MNE, 2001.

SALLES, Fritz Teixeira de. Associações religiosas no Ciclo do Ouro. Rio de Janeiro, RJ. Perspectiva, 1963.

SCHNELLRATH, J. Opalas azuis: umas falsas, outras verdadeiras. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA, 44, Curitiba, 2008. Anais [...]. Curitiba, PR, 2088.

SEBRAE – SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Termo de Referência para Atuação do Sistema Sebrae em Arranjos Produtivos Locais. Brasília: SEBRAE, 2003.

SEBRAE-DF – SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO DISTRITO FEDERAL. Estudo de Mercado dos Setores de Gemas, Joias, Bijuterias e Correlatos, setembro 2004.

SZMRECSÁNYI, Tamás. História econômica do Período Colonial. São Paulo, SP: Hucitec; Edusp, 2008.

VALE, Eduardo. O que é economia mineral. [2018]. Disponível em: http://www.geologo.com.br/economiamineral.asp. Acesso em: 10 out. 2018.

VIANA LEITE ROGERIO. Plano de Desenvolvimento do Arranjo Produtivo de Gemas e Jóias do Distrito Federal. Ed. SEBRAE 2007.

Downloads

Publicado

2021-04-01

Como Citar

Aveni, A., Magalhães, Ângelo M. J., Costa, C. M. C., & de Assunção, L. de A. (2021). APLs de Gemas e Joias na Região Metropolitana do Distrito Federal – Possíveis Avanços de Marcas e de Certificações. Cadernos De Prospecção, 14(2), 475. https://doi.org/10.9771/cp.v14i2.32937

Edição

Seção

Prospecções Tecnológicas de Assuntos Específicos