Contribuições do Segmento de Produtos de Limpeza para a Economia Circular

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v13i4.32743

Palavras-chave:

Economia Circular. Indústria Química. Produtos de Limpeza.

Resumo

A Economia Circular é definida como um modelo onde os resíduos se tornam novos recursos. O setor de Produtos de Limpeza e afins apresenta vários impactos no ambiente, como o alto consumo de água. De um total de 137 estudos de caso analisados no contexto da Economia Circular, o objetivo deste trabalho foi apresentar seis casos deste segmento, identificados entre 57 selecionados pela sua relação com a Indústria Química. A metodologia utilizada foi a exploratório-descritiva, utilizando-se a Fundação Ellen MacArthur, artigos científicos e outras fontes, no período entre 2008 e 2018. Os resultados das empresas Splosh, Ecolab e Safechem mostraram o desenvolvimento de detergentes à base de enzimas, concentração de seus princípios ativos e aplicação do design circular em embalagens. O Chemical Leasing e o Produto como Serviço apresentaram-se como novos modelos de negócio e os setores de Serviços e Transformados Plásticos como os principais impactados a jusante da Indústria Química.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Souza Tavares, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos.

Suzana Borschiver, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Departamento de Processos Orgânicos

Referências

ABIPLA. Anuário ABIPLA/SIPLA 2018. Disponível em: http://www.abipla.org.br/Novo/Anuario. Acesso em: 30 jul. 2019.

ABIQUIM. O Desempenho da Indústria Química Brasileira. 2018. Disponível em: https://www.abiquim.org.br/uploads/guias_estudos/Livreto_Desempenho_da_Ind%C3%BAstria_Qu%C3%ADmica_Brasileira_R4_-_Abiquim_DIGITAL.pdf. Acesso em: 19 jul. 2019.

BORSCHIVER, S. Estudo do Impacto da Indústria Química na Economia através do Sistema de Contas Nacionais. 2002. 335f. Tese (Doutorado) – Escola de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

ECOLAB. Tratamento antimicrobiano de frutas, legumes e verduras. 2019. Disponível em: https://pt-br.ecolab.com/offerings/kitchen-maintenance/antimicrobial-fruit-and-vegetable-treatment. Acesso em: 29 jul. 2019.

ELLEN MACARTHUR FOUNDATION. Towards the Circular Economy: opportunities for the consumer goods sector. 2012. Disponível em: https://www.ellenmacarthurfoundation.org/publications. Acesso em: 24 jun. 2016.

ELLEN MACARTHUR FOUNDATION. Rumo à Economia Circular: o Racional de Negócio para Acelerar a Transição. 2015. Disponível em: https://www.ellenmacarthurfoundation.org/assets/downloads/Rumo-a%CC%80-economia-circular_Updated_08-12-15.pdf. Acesso em: 30 maio 2017.

FUNDAÇÃO ELLEN MACARTHUR. Economia Circular. 2017. Disponível em: https://www.ellenmacarthurfoundation.org/pt/economia-circular/conceito. Acesso em: 30 jul. 2019.

GLOBAL FOOTPRINT NETWORK. Earth Overshoot Day. [2019]. Disponível em: https://www.overshootday.org/. Acesso em: 30 jul. 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Disponível em: http://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/metodos-e-classificacoes/classificacoes-e-listas-estatisticas.html. Acesso em: 8 dez. 2017.

JAKL, T. Global Chemical Leasing Award 2010. Technology and Investment, [S.l.], v. 2, p. 20-26, 2011.

JIMÉNEZ-PEÑALVER, P. et al. Biosurfactants from Waste: Structures and Interfacial Properties of Sophorolipids Produced from a Residual Oil Cake. Journal of Surfactants and Detergents, [S.l.], 2019. DOI 10.1002/jsde.12366

KIRCHHERR, J.; REIKE, D.; HEKKERT, M. Conceptualizing the circular economy: An analysis of 114 definitions. Resources, Conservation & Recycling, [S.l.], v. 127, p. 221-232. 2017.

LIEDER, M.; RASHID, A. Towards circular economy implementation: A comprehensive review in context of manufacturing industry. Journal of Cleaner Production, [S.l.], v. 115, p. 36-51, 2016.

LOURENÇO, M. S.; CHIARAMONTI, C. O desenvolvimento sustentável e a economia circular: a experiência chinesa. Unifae, [S.l.], p. 1-16, 2014.

MACIEL, D. dos S. C.; FREITAS, L. S. de. Análise dos atributos ambientais de produtos de limpeza ecologicamente orientados: um estudo das linhas ecobril e biowash pronto uso, a luz da rotulagem ambiental e da teia das estratégias do ecodesign. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, [S.l.], v. 16, n. 1, p. 1-10, 2018.

MENEZES, D.; FREITAS, L. Químicos e Sustentabilidade? Como assim? [2016]. Disponível em: https://prezi.com/6spai5h21oxr/quotquimicosquot-e-sustentabilidade-como-assim/. Acesso em: 29 jul. 2019.

MOSER, F.; JAKL, T. Chemical leasing - a review of implementation in the past decade. Environmental Science and Pollution Research, [S.l.], v. 22, n. 8, p. 6.325-6.348, 2015.

OECD – ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. Economic Features of Chemical Leasing. Series on Risk Management, [S.l.], n. 37, 2017.

OESTREICH, A. Chemical Leasing: negócios inovadores desenhados para o meio ambiente. Rio de Janeiro: 2014. Disponível em: http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_13/2014/11/03/1125/DFE2014anaoestreich.pdf. Acesso em: 31 jan. 2018.

OLIVEIRA, M. F. Metodologia científica: um manual para a realização de pesquisas em Administração. [S.l.]: UFG, 2011.

ONU – ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. 2015. Adoção do Acordo de Paris. Disponível em: https://nacoesunidas.org/acordodeparis/. Acesso em: 1º jul. 2019.

PICKUP, J. A. et al. A Risk-Based, Product-Level Approach for Assuring Aquatic Environmental Safety of Cleaning Products in the Context of Sustainability: the Environmental Safety Check (ESC) Scheme of the A.I.S.E. Charter for Sustainable Cleaning. Integrated Environmental Assessment and Management, [S.l.], v.13, Issue 1, p. 127-138, 2017.

TAVARES, A. S. A cadeia produtiva da Indústria Química no contexto da Economia Circular. 2018. 162 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Escola de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

Downloads

Publicado

2020-07-12

Como Citar

Tavares, A. S., & Borschiver, S. (2020). Contribuições do Segmento de Produtos de Limpeza para a Economia Circular. Cadernos De Prospecção, 13(4), 974. https://doi.org/10.9771/cp.v13i4.32743

Edição

Seção

Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento