Mapeamento Tecnológico dos Anticorpos Conjugados no Tratamento das Doenças Crônicas: Câncer

Autores

  • Lana Grasiela Alves Marques Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil https://orcid.org/0000-0003-1362-5299
  • Fátima de Cássia Evangelista de Carvalho Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil https://orcid.org/0000-0002-4737-5008
  • Rejane Ramos de Machado Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
  • Lidiane dos Santos Carvalho Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
  • Claudia do Ó Pessoa Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil https://orcid.org/0000-0002-4344-4336

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v13i1.32334

Palavras-chave:

Anticorpos, Neoplasia, Patentes.

Resumo

Anticorpos conjugados são moléculas criadas pela fusão (química e biológica) de moléculas diferentes, com a ação farmacológica, em geral, distintas entre si. Tem como finalidade entregar de forma seletiva drogas bastante potentes citotoxicamente nas células doentes sem promover danos ao tecido saudável e minimizando tais danos. O presente trabalho tem como objetivo realizar um levantamento das tecnologias que estão protegidas por meio dos direitos de patentes com anticorpos conjugados (ADCs). Para o mapeamento da informação tecnológica, foram utilizadas as bases de dados Derwent Innovations Index, LENS.ORG, Inteligência Competitiva da Cortellis e a base de dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Os dez países que mais depositaram patentes são os Estados Unidos, com 416 patentes; a China (149); e o Canadá (92). O Brasil possui 11 depósitos de patentes, porém apenas uma como residente.  

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, J. C. Prospecção Tecnológica Aplicada na Otimização da Concessão de Patentes no Brasil: estudo de caso em patentes de medicamentos imunossupressores. 2017. 342 f. Tese (Doutorado em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, 2017.

ARLOTTA, K. J.; OWEN, S. C. Antibody and antibody derivatives as cancer therapeutics. Wiley Interdisciplinary Reviews: Nanomedicine and Nanobiotechnology, e1556, 2019. DOI:10.1002/wnan.1556.

BRASIL. Plano de ação para a promoção da inovação tecnológica: 2018-2022. Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação. Brasília, DF: Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, 2018.

BRASIL. A revisão da Lei de patentes: inovação em prol da competitividade nacional. Relator: Newton Lima; equipe técnica: Pedro Paranaguá (coord.) [et al.]; consultores legislativos: César Costa Alves de Mattos, Fábio Luis Mendes, Mauricio Jorge Arcoverde de Freitas [recurso eletrônico]. Brasília, DF: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2013.

CARTER, P. J.; LAZAR, G. A. Next generation antibody drugs: pursuit of the “high-hanging fruit”. Nature Reviews Drug Discovery, [S.l.], 17, p. 197-223, 2018.

CLARIVATE ANALYTICS. The State of Innovation Report 2017: The relentless desire to advance. Clarivate Analytics, [S.l.], 2017. Disponível em: https://clarivate.com/. Acesso em: 2 jun. 2019.

DE 2431719, Purification of protein conjugates by preparative electrophoresis: esp. To isolate fluorescein – conjugated antibody contg. gamma globulin fractions. 1974.

GERMINARIO, C. et al. Patentability of antibodies for therapeutic use in Europe. Nature Biotechnology, [S.l.], v. 36, p. 402-405, 2018.

GENENTECH, INC. Intermediário de ligante-droga, compostos conjugados de anticorpo-droga, composições farmacêuticas, métodos para tratar câncer, método de produção de um composto conjugado e conjugado de anticorpo-droga. BR 112018006016-0 A2, 30 set. 2016, 6 abr. 2017. Disponível em: https://gru.inpi.gov.br/pePI/servlet/ImagemDocumentoPdfController? Acesso em: 2 jun. 2019.

INCA – INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER. Estimativa 2016/2017: Incidência de Câncer no Brasil. [2019]. Disponível em: http://www.inca.gov.br/wcm/dncc/2015/dados-apresentados.pdf. Acesso em: 2 jun. 2019.

INTERFARMA. Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa. Entendendo os medicamentos biológicos. 2012. Disponível em: https://www.interfarma.org.br/public/files/biblioteca/34-biologicos-site.pdf. Acesso em: 2. Jun.2019.

JANNUZZI, A. H. L.; VASCONCELLOS, A. G.; SOUZA, C. G. Especificidades do patenteamento no setor farmacêutico: modalidades e aspectos da proteção intelectual. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 6, p. 1.205-1.218, jun, 2008.

JEFFERSON, O. A. et al. Mapping the global influence of published research on industry and innovation. Nature Biotechnology, [S.l.], v. 36, n. 1, 2018.

LIAO, X. et al. Renal-infiltrating CD11c+ cells are pathogenic in murine lupus nephritis through promoting CD4+ T cell responses. Clinical & Experimental Immunology, [S.l.], v. 190, n. 2, p. 187-200, 2017. DOI:10.1111/cei.13017.

MATHE, G.; LOC, T. B.; BERNARD J. Effect on mouse leukemia 1210 of a combination by diazo-reaction of amethopterin and gamma globulins from hamsters inoculated with such leukemia. C R Hebd Seances Acad Sci., [S.l.], v. 10, n. 246, p. 1.626-1.628, mar., 1958.

MORRISON, C.; LAHTEENMAKI, R. Public biotech 2018-the numbers. Nature Biotechnology, [S.l.], v. 37, p. 714-721, 2019.

OLIVEIRA, L. B.; RUSSO, S. L.; MARQUES, L. G. A.; GOMILA, J. M. V.; Technological productivity on control of Boophilus Microplus tick: A Patentometric Study. International Journal of Advanced Engineering Research and Science. Vol-6, Issue-2, 2019.

SANTOS, Marcio de Miranda et al. Prospecção de tecnologias de futuro: métodos, técnicas e abordagem. Parcerias Estratégicas, [S.l.], n. 19, 2004.

SENTER, P. D. Potent antibody drug conjugates for cancer therapy. Curr Opin Chem Biol., [S.l.], v. 13, p. 235-244, 2009.

WAKANKAR, A. et al. Analytical methods for physicochemical characterization of antibody drug conjugates. mAbs, [S.l.], v. 3, n. 2, p. 161-172, 2011. DOI:10.4161/mabs.3.2.14960.

Downloads

Publicado

2020-03-27

Como Citar

Marques, L. G. A., Carvalho, F. de C. E. de, Machado, R. R. de, Carvalho, L. dos S., & Pessoa, C. do Ó. (2020). Mapeamento Tecnológico dos Anticorpos Conjugados no Tratamento das Doenças Crônicas: Câncer. Cadernos De Prospecção, 13(1), 120. https://doi.org/10.9771/cp.v13i1.32334

Edição

Seção

Prospecções Tecnológicas de Assuntos Específicos