Direitos Autorais e Internet: o streaming ilegal de obras audiovisuais

Autores

  • Paulo Antônio Fernandes Neto Instituto Federal da BAhia - IFBA
  • Marcelo Santana Silva Instituto Federal da Bahia - IFBA

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v12i5%20Especial.30508

Palavras-chave:

Direitos Autorais, Audiovisual, Streaming

Resumo

Este artigo tem como objetivo trazer à baila discussão sobre direitos autorais e o streaming ilegal de obras audiovisuais na internet. Nele, fez-se uso da pesquisa descritiva. Também foram apresentados conceitos da proteção autoral no Brasil e no mundo. Foi oferecida conceituação do que é obra audiovisual e cita-se a sua evolução até o surgimento dos formatos digitais de divulgação e de reprodução científica sobre o progresso tecnológico, a proteção legal e os usos da tecnologia de streaming. Logo, com a finalização do texto, é possível concluir que existem inúmeros causas e consequências para a problemática apesentada, não só no mundo jurídico, como em todo o mercado consumidor, tendo em vista os crescentes avanços tecnológicos e o aumento da velocidade das trocas de dados na internet, colocando em pauta algumas soluções criadas para combate ao uso desenfreado do streaming ilegal em obras audiovisuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Antônio Fernandes Neto, Instituto Federal da BAhia - IFBA

Advogado e Mestre em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação.

Marcelo Santana Silva, Instituto Federal da Bahia - IFBA

Professor Permanente dos Progamas de Pós-gradução em Difusão do Conhecimento e em Propriedade Intelecutal e Transferência de Tecnologia para a Inovação (PROFNIT)

Referências

ABRÃO, Eliane Yachouh. Direitos de autor e direitos conexos. São Paulo: Editora Migalhas, 2014.

ABTA. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TELEVISÃO POR ASSINATURA. Dados do Setor. 2017. Disponível em: http://www.abta.org.br/dados_do_setor.asp. Acesso em 20.03.2018

ARAUJO, Lindomar da Silva. História do Cinema: Infoescola Navegando e Aprendendo. [200-?].

ARAÚJO, Nadia de. Direito internacional privado: teoria e prática brasileira. 3. ed. Rio de Janeiro. RJ: Renovar, 2006

BICESTO, Raphael. Reflexões sobre a Industrialização do Audiovisual Brasileiro. São Paulo: Revista de Cinema, 2012.

BITTAR, Carlos Alberto. Direito de Autor. 4. ed. São Paulo: Forense Universitária, 2004.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL. Decreto-Lei n. 2.848, de 7 de dezembro de 1940. Brasília, DF: Senado, 1940.

BRASIL. Decreto-Lei n. 4.657, de 4 de setembro de 1942.

BRASIL. Lei n. 4.117, de 27 de agosto de 1962.

BRASIL. Lei n. 9.279, de 14 de maio de 1996. Brasília, DF: Senado, 1996.

BRASIL. Lei n. 9.472, de 16 de julho de 1997.

BRASIL. Lei n. 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Brasília, DF: Senado, 1998.

BRASIL. Lei n. 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Brasília, DF: Senado, 2002.

CABRAL, Plínio. Direito Autoral: dúvidas e controvérsias. 3. ed. São Paulo. Editora Ridel, 2009.

CARBONI, Mayra. Além do Netflix: conheça 17 serviços de streaming de filmes para todos os gostos. São Paulo, SP: Mundo Bit, UOL, 2014.

COSTA NETTO, José Carlos. Direito autoral no Brasil. 2. ed. Revista, ampl. e atualizada. São Paulo: FTD, 2008.

CRIVELLI, Ivana Có Galdino. Direitos autorais na obra cinematográfica: o delineamento da autoria e titularidade de exploração da obra audiovisual no universo contratual. 1. ed. São Paulo: Editora Letras Jurídicas, 2007.

FERNANDES, Paulo. Direitos Autorais e Internet: o download de obras audiovisuais pela tecnologia peer-to-peer. Escola Superior de Advocacia. Curso de Especialização em Propriedade Imaterial, Direitos Autorais, Propriedade Industrial, Direitos da Personalidade e Comunicação. São Paulo, SP, 2015.

GANDELMAN, Henrique. De Gutemberg a Internet: direitos autorais na era digital. 4. ed. Rio de Janeiro, RJ: Editora Record, 2001.

GONÇALVES, Rainer Sousa. A invenção da televisão: história do Mundo. Brasil: UOL, 2000.

HOBRAIKA, Marcelo Bechara de Souza. Radiodifusão e TV digital no Direito Brasileiro. Belo Horizonte: Editora Forum, 2007.

IDG NEWS SERVICE. Internet é a Principal Fonte de Entretenimento para 43% dos Jovens. Brasil: Terra, 2014.

KUROSE, James F. Redes de computadores e a Internet: uma abordagem top-down. 3. ed. São Paulo, SP: Addison Wesley, 2006.

LOUREIRO, Rodrigo. Gatonet 2.0. Isto é Dinheiro, São Paulo, 2017.

MANSO, Eduardo J. Vieira. O que é Direito Autoral. 2. ed. São Paulo, SP: Brasiliense, 1992.

MORAIS, Fernando. Chatô: Rei do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

MÜLLER, Leonardo. “Gatonet” poderá render multa e cadeia para quem instala e para quem usa. Tecmundo. Brasil: No Zebra Network S.A, 2018.

OMPI – ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL. Convenção de estabelecimento da Organização Mundial da Propriedade Intelectual. Estocolmo, 14 de julho de 1967.

ONU – ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Brasil é o quarto país com mais usuários de Internet do mundo, diz relatório da ONU. 2017. Disponível em: https://nacoesunidas.org/brasil-e-o-quarto-pais-com-mais-usuarios-de-internet-do-mundo-diz-relatorio-da-onu/. Acesso em: 2 out. 2019.

PARIS. Convenção de Berna para a Proteção das Obras Literárias e Artísticas. Revisão de Paris, de 1971.

PINTO, Rodrigo. Lei de direito autoral na Espanha abre espaço para “salvar” ganhos de artistas na era digital. O Globo, on-line, 2008.

RAMOS, José Mário Otiz. Televisão, publicidade e cultura de massa. Petrópolis: Vozes, 1995.

SHOUERI, Luis Eduardo (org.). Internet: o direito na era virtual. 1. ed. Rio de Janeiro, RJ: Forense, 2001.

SOUZA, Carlos Fernando Mathias de. Direito autoral: legislação básica. 2. ed. Brasília, DF: Editora Brasília Jurídica, 2003.

STRENGER, Irineu. Direito internacional privado. 6. ed. São Paulo, SP: LTr, 2005.

TAVARES, Ingrid. Uma breve história do cinema. Revista Superinteressante, São Paulo. SP, Grupo Abril, 2005.

VALENTE, Jonas. Relatório aponta Brasil como quarto país em número de usuários de internet. Brasília, DF: Agência Brasil, 2017.

Downloads

Publicado

2020-03-02

Como Citar

Neto, P. A. F., & Silva, M. S. (2020). Direitos Autorais e Internet: o streaming ilegal de obras audiovisuais. Cadernos De Prospecção, 12(5 Especial), 1190. https://doi.org/10.9771/cp.v12i5 Especial.30508

Edição

Seção

Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento