Sistema de Informação Geográfica: uma ferramenta tecnológica de apoio de decisões aos cidadãos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v13i4.30450

Palavras-chave:

Sistema de informação geográfica. Cidadãos. Geormarketing

Resumo

No Brasil, estudos mostram que a aplicação das ferramentas de sistema de informação geográfica vem ganhando diferentes formatos de uso para tomada de decisão. O objetivo deste artigo é analisar o comportamento do cidadão em relação ao uso de informações para tomada de decisão. A metodologia da pesquisa foi caracterizada como estudo exploratório e quantitativo com amostragem não probabilística por conveniência junto a 172 cidadãos, cuja coleta foi realizada pessoalmente e por meio eletrônico. Os resultados auferidos mostram os índices de usos de mapas digitais na localização de endereços, de clientes e concorrência, além da situação do trânsito e pontos turísticos. A conclusão do estudo reitera que 98% dos respondentes usam a ferramenta do Google Maps para localização de endereços, 76% para encontrar clientes, 73% para identificação de pontos turísticos, 65% para visualização do trânsito em tempo real e 58% para localização dos concorrentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudio Luiz Chiusoli, UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro Oeste/Pr

Doutor, Professor do departamento de administração da Unicentro/Pr e pesquisador em Cidade Digital Estratégica

Denis Alcides Rezende, Universidade Católica do Paraná - PUCPR

Doutor, Professor Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR

Programa de Pós-Graduação em Gestão Urbana - PPGTU

 e pesquisador em Cidade Digital Estratégica

Referências

AL-HADER, M. et al. Smart city components architicture. In: IEEE. International Conference on Computational Intelligence, Modelling and Simulation. 2009. p. 93-97.

BATCHGEO. Cole seus dados de localização abaixo para mapeá-los. [2017]. Disponível em: https://pt.batchgeo.com/. Acesso em: 31 jul. 2017

BERNARDO, M.; LIMA, R. da S. Planejamento e implantação de um programa de coleta seletiva: utilização de um sistema de informação geográfica na elaboração das rotas. URBE – Revista Brasileira de Gestão Urbana, [S.l.], v. 9, p. 385-395, 2017.

CALDERONI, L. et al. Location-aware Mobile Services for a Smart City: Design, Implementation and Deployment. Journal of Theoretical and Applied Electronic Commerce Research, Curicó, v. 7, n. 3, p. 74-87, dez. 2012.

CASTROGIOVANNI, Antônio Carlos et al. A dialógica entre a Cartografia no ensino básico e o sistema de informação geográfica nos pleitos territoriais. Movimentos para Ensinar Geografia: Oscilações, [S.l.], p. 143-156, 2016.

CAVION, R.; PHILIPS, J. Os Fundamentos do Geomarketing: Cartografia, Geografia e Marketing COBRAC. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CADASTRO TÉCNICO MULTIFINALITÁRIO, Florianópolis, 2006. Anais [...], Florianópolis, 2006.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CHANG, Y. Spatial cognition in digital cities. International Journal of Architectural Computing, [S.l.], v. 1, n. 4, p. 471-488, 2003.

CORDEIRO, R. A. et al. Uso de Sistema de Informação Geográfica na Gestão do Marketing Mix: o caso de uma rede de calçados femininos. Future Studies Research Journal: Trends and Strategies, [S.l.], v. 9, n. 1, p. 95-114, 2017.

DAMERI, R. P.; COCCHIA, A. Smart city and digital city: twenty years of terminology evolution. In: X CONFERENCE OF THE ITALIAN CHAPTER OF AIS – ITAIS. 2013. Anais […], 2013. p. 1-8.

DAMERI, R. P. Defining an evaluation framework for digital cities implementation: International Conference on Information Society (i-Society). [S.l.]: IEEE, 2012.

DAMERI, R. P. et al. Knowledge and Intellectual Capital in Smart City. European Conference on Knowledge Management, Kidmore End, [S.l.], v. 1, p. 250-257, Set. 2014.

DAMERI, R. P.; ROSENTHAL-SABROUX, C. Smart city and value creation. In: SMART CITY. Springer International Publishing. 2014. p. 1-12.

DAMERI, R. P. Searching for Smart City definition: a comprehensive proposal. International Journal of Computers & Technology, [S.l.], v. 11, n. 5, p. 2.544-2.551, 2013.

DASCALU, O.; ALBULESCU, S. C. Emphasising geomarketing in the automotive industry: dealer network development in romania. International Conference on Management and Industrial Engineering, Bucharest, [S.l.], n. 6, p. 475-480, Nov. 2013.

DING, P. et al. Digital City Shanghai: concepts, foundations, and current state. In: INTERNATIONAL DIGITAL CITIES WORKSHOP. Springer Berlin Heidelberg. 2003. p. 141-165.

FERNANDES, R. T. V. et al. Planejamento urbano "open source": um estudo de caso na identificação de áreas para implantação de aterro sanitário. HOLOS, Natal, v. 33, n. 8, p. 126-144, 2017.

FREITAS, H. et al. O método de pesquisa survey. São Paulo/SP: Revista de administração da USP, São Paulo, v. 35, n. 3, p. 105-112, jul.-set. 2000.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

HESS, R.; RUBIN, R.; WEST, L. A. Geographic information systems as a marketing information system technology. Decision Support Systems. In Press, Corrected Proof, Available online 8 August 2003.

HIRAMATSU, K.; ISHIDA, T. An augmented web space for digital cities. In: APPLICATIONS AND THE INTERNET. Proceedings: Symposium on. [S.l.]: IEEE, 2001. p. 105-112.

HOCES, E. et al. Geographic information system supported farm irrigation system design and planning. Water Resources and Irrigation Management, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 7-14, Dez. 2012.

HU, Q. Study on Strategy of Tourism Exploitation of Scenic Area with Forested Wetlands based on Geographic Information System. Revista Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação, Lousada, p. 69-79, Out. 2016.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo 2010. [2011]. Disponível em: mapasinterativos.ibge.gov.br/censo2010. Acesso em: 15 fev. 2017.

ISHIDA, T. Understanding digital cities. In: DIGITAL CITIES. Springer Berlin Heidelberg, 2000. p. 7-17.

ISHIDA, T. Digital city, smart city and beyond. In: PROCEEDINGS OF THE 26TH INTERNATIONAL CONFERENCE ON WORLD WIDE WEB COMPANION. 2017. Anais […], 2017. p. 1.151-1.152.

KRIŽAN, F. et al. Spatial distribution of consumer preferences: case study of shopping malls in bratislava. Theoretical and Empirical Researches in Urban Management, Bucharest, v. 13, n. 1, p. 13-21, Fev. 2018.

KUMAR, M. R. Digitized Cities and Sustainability: A Study on the role of ICT in development of sustainable cities. Parikalpana: K I I T Journal of Management, Bhubaneswar, v. 12, n. 1, p. 71-76, Jan. 2016.

LATOUR, P.; LE FLOC´H, J. Géomarketing: principes, méthodes et applications. Paris: Éditions d´Organisation, 2001.

MACDONALD, K. I. Use and valuation: Information in the city. Urban Studies, London, v. 37, n. 10, p. 1.881-1.892, Set. 2000.

MALHOTRA, K. N. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MARTINS, Gilberto de Andrade. Sobre valide e confiabilidade. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, p.1-12, jan.-abr. 2006.

MATTAR, F. N. Pesquisa de marketing: edição compacta. São Paulo: Atlas, 2000.

REZENDE, D. A. Planejamento de estratégias e informações municipais para cidade digital: guia para projetos em prefeituras e organizações públicas. São Paulo: Atlas, 2012.

ROCHE, S. Geographic Information Science I: Why does a smart city need to be spatially enabled? Progress in Human Geography, London, v. 38, n. 5, p. 703-711, Out. 2014.

ROESCH, S. M. A. Projeto de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertação e estudos de caso. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SCHULER, Doug. Digital cities and digital citizens. In: SCHULER, Doug. Kyoto Workshop on Digital Cities. Springer Berlin Heidelberg, 2001. p. 71-85.

SHAO, Z.; LI, D. Design and implementation of service-oriented spatial information sharing framework in digital city. Geo-Spatial Information Science, [S.l.], v. 12, n. 2, p. 104-109, 2009.

SIEGEL, S.; CASTELLAN, Jr., N.J. Estatística não paramétrica para as ciências do comportamento. São Paulo: Artmed-Bookman, 2017.

SIMÃO, J. B. A concepção de um modelo de cidade digital baseado nas necessidades informacionais do cidadão: o caso dos municípios brasileiros de pequeno porte. Brasília, 2010. 132 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2010.

VEGA, R. S. et al. Spatial analysis of consumer behavior in a food products market. Theoretical and Empirical. Researches in Urban Management, Bucharest, v. 10, n. 1, p. 25-42, Fev. 2015.

VLACHOPOULOU, M. et al. Geographic information systems in warehouse site selection decisions. International Journal of Production Economics, [S.l.], v. 71, Issues 1-3, 6 May 2001.

W-Q MAO. Study on the Construction and Application of 3D Geographic Information Services for the Smart City (ISPRS). Annals of the Photogrammetry, Remote Sensing and Spatial Information Sciences, Gottingen, v. II, n. 4, p. 41-44, 2014.

XU, H. et al. Research on models of Digital City geo-information sharing platform. In: INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON SPATIAL ANALYSIS, SPATIAL-TEMPORAL DATA MODELING, AND DATA MINING, Wuhan, 2009. Anais […], Wuhan, 2009.

ZHANG, J. et al. A three dimensional modeling and simulation platform design for digital city, Proc. SPIE 5985. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON SPACE INFORMATION TECHNOLOGY, 2016. Anais […], 2016.

ZHANG, J. et al. Design Research of TIANDITU (Map Worl)-Based Geographic Information System for Travelling Service. The International Archives of Photogrammetry, Remote Sensing and Spatial Information Sciences, Gottingen, v. XL, n. 4, p. 369-372, 2014.

ZHU, X. et al. Metadata-Based Urban Information Management Design. International Journal of e-Education, e-Business, e-Management and e-Learning, Singapore, v. 3, n. 3, p. 274, June, 2013.

Downloads

Publicado

2020-07-12

Como Citar

Chiusoli, C. L., & Rezende, D. A. (2020). Sistema de Informação Geográfica: uma ferramenta tecnológica de apoio de decisões aos cidadãos. Cadernos De Prospecção, 13(4), 1188. https://doi.org/10.9771/cp.v13i4.30450

Edição

Seção

Prospecções Tecnológicas de Assuntos Específicos