Aplicação da Prospecção Tecnológica no Estudo de Caso da Palmilha Sensorizada para Pés Diabéticos

Autores

  • Luciana Maria de Oliveira Cortinhas Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
  • Leonara Gonçalves e Silva Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
  • Anna Patricia Teixeira Barbosa Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
  • Jeane Souza Chaves Sidou Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
  • Paulo Gustavo Barboni Dantas Nascimento Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil http://orcid.org/0000-0002-5610-3901
  • Rafael Leite Pinto de Andrade Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil
  • Camila Alves Areda Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.9771/cp.v12i5.27270

Palavras-chave:

Sinais Bioelétricos, Corpo, Palmilha.

Resumo

O presente artigo realiza uma prospecção tecnológica do pedido de patente intitulado “palmilha sensorizada para pés diabéticos” de titularidade da Fundação Universidade de Brasília, com o intuito de analisar a viabilidade de sua manutenção em razão do cenário atual de crise orçamentária. Foram mapeadas tecnologias similares, no Brasil e no Exterior, que utilizam sinais bioelétricos, no corpo ou em suas partes, para monitoramento. A busca por patentes se deu na base Orbit. Também foram analisadas publicações sobre sistemas eletrônicos de monitoramento, nas bases de dados das plataformas Scopus e Web of Science. Identificou que a área apresentou crescimento nos últimos anos, porém que os estudos ainda são incipientes. O trabalho visou também a avaliação da maturidade tecnológica do invento, pelo que concluiu que o grau de prontidão tecnológica da palmilha estudada é TRL 5.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Maria de Oliveira Cortinhas, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

Especialização em Curso de Pós-Graduação em Direito Público pela Universidade do Sul de Santa Catarina, Brasil(2009)
Auditora da Universidade de Brasília , Brasil

Leonara Gonçalves e Silva, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

Mestranda no Programa de Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação - PROFNIT, possui graduação em Direito - UDF Centro Universitário (2012) e especialização em Direito Público. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Propriedade Intelectual. Atualmente é pesquisadora do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília - CDT/UnB e atua na área de Propriedade Intelectual, exercendo as atividades de participação em reuniões quando envolver questões sobre a matéria, especificamente na elaboração de instrumentos jurídicos, acompanhamento de processos que tramitam na Universidade, controle de vigência de instrumentos jurídicos celebrados, elaboração de memorandos, ofícios e outros documentos, emissão de pareceres quanto às questões que envolvem propriedade intelectual, análise de contratos de P&D, Convênios e Acordos de Parcerias, monitoramento e acompanhamento de uso indevido de marcas da UnB e providências, análise de documentos, atendimento à comunidade acadêmica quanto às questões relacionadas ao patrimônio intangível da Universidade de Brasília no âmbito dos projetos em vigor no CDT.

Anna Patricia Teixeira Barbosa, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

Possui graduação em Administração pelo Centro Universitário de Brasília(2004) e especialização em MBA em Gestão de Projetos pela Universidade Católica de Brasília(2007). Atualmente é ANALISTA TÉCNICO do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

Jeane Souza Chaves Sidou, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

consultora do Sebrae /DF na área de Comércio Exterior, credenciada pela empresa Sidou Marketing&Consultoria, Professora na Faculdade JK e palestrante motivacional das empresas Ello Cursos e Banco do Brasil SA. Possui graduação em História pela União Pioneira de Integração Social (1995), MBA em Propaganda e Marketing (UPIS 2006), MBA de Marketing de Serviço (École Commerce de Lyon) e MBA em Administração Estratégica (Faculdade Estácio de Sá 2014).

Rafael Leite Pinto de Andrade, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

Graduado em Engenharia de Alimentos (1996), mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos (1999), Doutor em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (2007). Títulos obtidos pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Especialista em Produção Audiovisual (2010) pela Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas/DF. Atuou como docente nas áreas de Ciência e Tecnologia de Alimentos e de Roteiro Cinematográfico. Atualmente é analista de Ciência e Tecnologia Senior do CNPq, onde chefiou o Serviço de Suporte à Propriedade Intelectual durante 8 anos. É docente do mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (PROFINIT) no ponto focal UnB. Tem experiência nas áreas de Ciência e Tecnologia de Alimentos, Comércio Internacional, Propriedade Intelectual, Transferência de Tecnologia, Políticas de C,T&I e Produção Audiovisual.

Camila Alves Areda, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil

Possui graduação em Farmácia Bioquímica pela Universidade de São Paulo (2003). Doutora em Ciências Farmacêuticas - Facudade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (2009). Foi consultora da Fundação Instituto Pólo Avançado da Saúde de Ribeirão Preto atuando no projeto do Parque Tecnológico de Ribeirão Preto. Foi professora da Universidade Paulista. Foi Sócia Proprietária da Essentii Tecnologia & Inovação. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Farmacoeconomia, Inovação Tecnológica, Tecnologia Farmacêutica e Farmacotecnia, atuando principalmente nos seguintes temas: inovação farmacêutica, desenvolvimento de sistemas de liberação de fármacos, e farmacoeconomia. 

Referências

ANDREASSI, T.; SBRAGI, R. Artigo apresentado no XXI Simpósio de Gestão da Inovação Tecnológica. Revista de Administração, São Paulo, v. 37, n. 1, p. 72–84, jan./mar. 2002.

BIOELECTROMAGNETICS. Revista Científica, [S.l.], v. 39, n. 4, maio 2018. Disponível em: <https://www.bems.org/node/15399>. Acesso em: 12 jun. 2018.

BOUYSSOU, D.; MARCHANT, T. Ranking scientists and departments in a consistent manner. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 62, n. 9, p, 1761–1769, 2011.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 95, de 2016. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. Brasília, DF, 16 dez. 2016. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc95.htm>. Acesso em: 19 jun. 2018.

BRASIL. Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976. Dispõe sobre a Vigilância Sanitária a que ficam sujeitos os Medicamentos, as Drogas, os Insumos Farmacêuticos e Correlatos, Cosméticos, Saneantes e Outros Produtos, e dá outras Providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6360.htm>. Acesso em: 13 jun. 2018.

BRASIL. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde. Vigitel Brasil 2016. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2017. Disponível em: <http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/marco/02/vigitel-brasil-2016.pdf>. Acesso em: 13 jun. 2018.

BRASIL. Resolução/INPI nº 191, de 18 de maio de 2017. Institui o Projeto Piloto de priorização do exame de pedidos de patentes depositados por Instituições de Ciência e Tecnologia, Patentes ICTs. Brasília, DF, 2017. Disponível em: <http://www.inpi.gov.br/sobre/legislacao-1/Resoluo1912017PatentesICTs.pdf>. Acesso em: 15 jun. 2018.

CROSS, Di; THOMSON, S.; SIBCLAIR, A. Research in Brazil: a report for CAPES by Clarivate Analytics, 2018. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/images/stories/download/diversos/17012018-CAPES-InCitesReport-Final.pdf>. Acesso em: 15 jun. 2018.

QUINTELLA, C. M. et al. Captura de CO2: mapeamento tecnológico da captura de CO2 baseada em patentes e artigos. Salvador: EDUFBA, 2011.

DAIM, T. U. et al. Forecasting emerging Technologies: Use of bibliometrics and patente analysis. Technological Forecasting and Social Change, v. 73, p. 981–1012, 2006.

EARTO Recommendations. The TRL Scale as a Reserch & Innovation Policy Tool. 2014. Disponível em: <http://www.earto.eu/fileadmin/content/03_Publications/The_TRL_Scale_as_a_R_I_Policy_Tool_-_EARTO_Recommendations_-_Final.pdf>. Acesso em: 15 jun. 2018.

FLEURY ROSA, S. et al. 2014. Mathematical Modeling of Passive Diabetic Step. In: CONFERENCE: Congresso Nacional de Engenharia Mecânica (CONEM), VIII., 2014. Uberlândia. 2014. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/264672451_MATHEMATICAL_MODELING_OF_PASSIVE_DIABETIC_STEP. Acesso em: 13 jun. 2018.

HERMES-LIMA, M. Aumento da Produção Científica. 2017. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2017/10/1927163-brasil-aumenta-producao-cientifica-mas-impacto-dos-trabalhos-diminui.shtml>. Acesso em: 12 jun. 2018.

INSTITUTO DE ENGENHEIROS ELETRICISTAS E ELETRÔNICOS (IEEE). [2018]. Disponível em: <https://www.embs.org/>. Acesso em: 15 jun. 2018.

ISO 16290: 2013. Norma Técnica. Sistemas espaciais – Definição dos níveis de maturidade da tecnologia (TRL) e de seus critérios de avaliação. 2013.

LUCENA, T. et al. Walking and health: an enactive affective system, Digital Creativity, [S.l.], v. 27, n. 4, p. 314–333, 2016. Disponível em: <https://doi.org/10.1080/14626268.2016.1262430>. Acesso em: 13 jun. 2018.

MANKINS, J. C. Technology Readiness Levels – A White paper, Advanced Concepts Office – Office of Space Acess and Technology. 1995.

MERIGÓ, J. M.; GIL-LAFUENTE, A. M.; YQGER, R. R. An overview of fuzzy research with bibliometric indicators. Applied Soft Computing, [S.l.], v. 27, p. 420–433, 2015.

NATURE – Revista Científica. Estudo da National Science Foundation (NSF) dos Estados Unidos. 2018. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/blogdabc/china-e-o-pais-que-produz-mais-artigos-cientificos-no-mundo-brasil-e-o-12o/>. Acesso em: 12 jun. 2018.

ORBIT [Base de dados – Internet]. Questel Orbit. [2018]. Disponível em: <https://www.orbit.com>. Acesso em: 14 jun. 2018.

REIS, M. do C. dos et al. FUB Palmilha sensorizada para pés diabéticos. INPI Brasil, 18 jul. 2011; 16 jul. 2013; RPI 2219, 2013. PI 1103691-5 A2.

PRITCHARD, A. Statistical bibliography or bibliometricas? Journal of Documentation, [S.l.], v. 25, n. 4, p. 348–349, dez. 1969.

SCOPUS. [Base de dados – Internet]. Disponível em: <https://www.scopus.com/home.uri>. Acesso em: 13 jun. 2018.

SERAFINI, M. R. et al. Mapeamento de tecnologias patenteáveis com o uso da hecogenina. Revista Geintec, [S.l.], v. 2, n. 5, p. 427–435, 2012.

WEB OF SCIENCE. [Base de dados – Internet]. [2018]. Coleção Principal. Thomson Reuters Scientific. Disponível em: <http://www.webofknowledge.com. Acesso em: 15 jun. 2018.

Downloads

Publicado

2018-12-10

Como Citar

de Oliveira Cortinhas, L. M., e Silva, L. G., Teixeira Barbosa, A. P., Chaves Sidou, J. S., Nascimento, P. G. B. D., Pinto de Andrade, R. L., & Areda, C. A. (2018). Aplicação da Prospecção Tecnológica no Estudo de Caso da Palmilha Sensorizada para Pés Diabéticos. Cadernos De Prospecção, 11(5), 1438. https://doi.org/10.9771/cp.v12i5.27270

Edição

Seção

Prospecções Tecnológicas de Assuntos Específicos