O TEATRO NA FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO

Rosangela Andrade Aukar de Camargo, Sônia Maria Villela Bueno

Resumo


Objetivou-se avaliar a contribuição da arte teatral na formação do enfermeiro. Pesquisa ação, com doze alunos do grupo de teatro matriculados num Curso de Graduação em Enfermagem do interior do Estado de São Paulo, em 2006, local do estudo. Orientados pelo professor de artes cênicas, compuseram e encenaram duas peças teatrais: A Revolta da Vacina e Louca Enfermaria. Coletaram-se dados por meio da observação participante e entrevistas, da análise de conteúdo emergiram três categorias. Os alunos, motivados pelo desejo de viver o teatro, visualizam, nessa atividade, transformação pessoal e coletiva, desenvolvimento da sensibilidade, da reflexão e da crítica na compreensão da realidade, contrapondo-se à indústria cultural. Ao protagonizar o processo de ensino-aprendizagem, o teatro incentiva a criatividade, a comunicação e, por fim, a busca do conhecimento com o outro e para o outro. O teatro significa aproximação, diálogo, respeito à cultura local, interesse pelas necessidades da comunidade e o compromisso com a saúde.


Palavras-chave


1.Teatro. 2.Educação. 3.Enfermagem. 4. Arte.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v26i1.6251

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN 2178-8650 (eletrônico)

ISSN 0102-5430 (impresso)  

Licença Creative Commons
A Revista Baiana de Enfermagem utiliza a Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Baiana de Enfermagem é membro da Associação Brasileira de Editores Científicos.

http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?lng=pt