INSETOS, MOFOS E VERMES: APROXIMAÇÃO ENTRE VIDA DOMÉSTICA E PRÁTICAS ARTÍSTICAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/rf.v10i2%20e%203.45106

Resumo

O texto aborda o processo das obras mofos, vermes e apesar de, com foco nas formas de vida animais e fúngicas e apontando a relação entre patriarcado e exploração da natureza. Destaca-se o animalismo como um feminismo não-antropocêntrico e a coleta como aguçamento dos sentidos e atenção às relações ecológicas e lugares familiares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

aline maria dias, Universidade Federal do Espírito Santo

Artista e pesquisadora. Doutora em Arte Contemporânea pela Universidade de Coimbra. Mestre em Poéticas Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Professora Adjunta no Departamento de Artes Visuais da Universidade Federal do Espírito Santo.

julia ancona amaral, UDESC

Artista visual e pesquisadora. Doutoranda em Artes Visuais no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Mestre em Artes Visuais pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e Bacharel em Artes Plásticas pela UDESC.

Referências

BELTRÁN, Elizabeth Peredo. Ecofeminismo. In. Solón, Pablo (org). Alternativas sistêmicas. Bem Viver, decrescimento, comuns, ecofeminismo, direitos da Mãe Terra e desglobalização. São Paulo: Elefante, 2019.

DIDI-HUBERMAN, Georges. L’ empreinte. Paris: Centro Georges Pompidou, 1997.

FEDERICI, Silvia. Calibã e a bruxa. Mulheres, corpo, e acumulação primitiva. São Paulo: Elefante, 2017.

LISPECTOR, Clarice. A descoberta do mundo. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

PRECIADO, Paul. O feminismo não é um humanismo. In: Um apartamento em Urano: crônicas da travessia. Rio de Janeiro: Zahar, 2020.

TSING, Anna. Margens indomáveis: cogumelos como espécies companheiras. Ilha v.17, n.1, p. 177-201, jan./jul., 2015.

Downloads

Publicado

2022-10-20

Como Citar

DIAS, aline maria; AMARAL, julia ancona. INSETOS, MOFOS E VERMES: APROXIMAÇÃO ENTRE VIDA DOMÉSTICA E PRÁTICAS ARTÍSTICAS. Revista Feminismos, [S. l.], v. 10, n. 2 e 3, 2022. DOI: 10.9771/rf.v10i2 e 3.45106. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/feminismos/article/view/45106. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Os Feminismos no Brasil: reflexões teóricas e perspectivas