O lugar da França na história da Arquitetura Moderna no século XX

Autores

  • Gérard Monnier

Resumo

O papel da França não se limita àquele de Le Corbusier. A tradição da "arte de construir" inspira a inovação tecnológica. A cultura de Jean Prouvé, aquela do homo faber, é entendida por diversos construtores, franceses e estrangeiros, de Peter Rice a Renzo Piano. Suas invenções tecnológicas, hoje em destaque, mostram os limites da doutrina pós-moderna. Desde a competição para o Centro Georges-Pompidou, em 1971, Paris retomou sua história de centro cultural cosmopolita. Interpretação moderna da vocação "republicana" da arquitetura européia, as obras públicas, com seus grandes espaços livres e seus potentes equipamentos de transporte, são símbolos brilhantes de uma confiança política na cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-10-06

Como Citar

Monnier, G. (2008). O lugar da França na história da Arquitetura Moderna no século XX. RUA: Revista De Arquitetura E Urbanismo, 5(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/rua/article/view/3137

Edição

Seção

Artigos