O paradigma do Edifício Esther e a busca da modernidade em São Paulo

Autores

  • Yara Vicentini

Resumo

Utiliza o Edifício Esther, construído em São Paulo nos anos 30 pelos é arquitetos Vital Brasil e Ademar Maninho, como paradigma da discussão do movimento moderno no Brasil. Articula, em torno da produção desse edifício, as questões dominantes para a compreensão do período, como a construção da hegemonia burguesa a ascendência da indústria e suas relações com o capital agrário, a constituição de novas territorialidades na cidade e os ideais estéticos e sociais do movimento moderno. Conclui que no movimento moderno da arquitetura no Brasil, assimilam-se códigos e elementos pontuais da modernidade, sem agregar no entanto seu sentido social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-09-17

Como Citar

Vicentini, Y. (2008). O paradigma do Edifício Esther e a busca da modernidade em São Paulo. RUA: Revista De Arquitetura E Urbanismo, 2(2). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/rua/article/view/3092

Edição

Seção

Artigos