Ordenar a desordem urbana: ou notas de um discurso vazio

Autores

  • Heliodório Sampaio

Resumo

A questão de início é sintetizada conceitualmente desde um ponto de vista filosófico, levantando a hipótese de que dois tipos de concepção de mundo parecem influenciar mais de perto as noções de ORDEM X DESORDEM dos urbanistas: o mecanicismo e o organicismo. Tais concepções, quando rebatidas às vertentes do: a) urbanismo progressista; b) planejamento compreensivo; c) urbanismo dos modelos; produzem inconsistências teórico-metodológicas, cuja origem se baseia em preconceitos e não em conceitos inquestionáveis, cientificamente falando.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-08-01

Como Citar

Sampaio, H. (2008). Ordenar a desordem urbana: ou notas de um discurso vazio. RUA: Revista De Arquitetura E Urbanismo, 1(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/rua/article/view/3010

Edição

Seção

Artigos