A DENTÍSTICA ULTRACONSERVADORA EM TEMPOS DE PANDEMIA ULTRACONSERVATIVE DENTISTRY IN TIMES OF PANDEMIC

Autores

  • Aline Barbosa dos Santos
  • Isabelle Maria Gonzaga de Mattos Vogel
  • Letícia Silva das Virgens Queiroz
  • Wanessa Maria Aras Lima

Palavras-chave:

Odontologia, Novo coronavírus, Aerossóis, Dentistry, New coronavirus, Aerosols

Resumo

Ao longo dos anos, os cirurgiões-dentistas vêm utilizando instrumentos rotatórios por apresentarem cortes mais precisos, controle tátil e visual. No entanto, a realização de procedimentos odontológicos com rotatórios envolve risco de transmissão de doenças, sendo a aerolização uma via de transmissão importante para diversos microrganismos, como o SARSCOV-2 (COVID-19). Este estudo tem como objetivo revisar a literatura a respeito das técnicas, dos materiais e dos equipamentos utilizados na odontologia ultraconservadora que possam ser adotados de forma segura e com eficiência na prática clínica em tempos de pandemia. Foi realizado um levantamento bibliográfico nas bases de dados Scielo, Pubmed, Google Acadêmico e Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Foram incluídos 36 artigos, na língua inglesa e portuguesa, publicados entre 2004 e 2020, com texto disponível na íntegra e conteúdo relevante para o estudo, sendo excluídos artigos que não atendiam a esses critérios. Os achados demonstram que a odontologia contemporânea vem oferecendo novas opções, ao aperfeiçoar as técnicas e remodelar alguns conceitos preexistentes através da instrumentação ultrassônica, microabrasão a ar, laser de alta potência e soluções químicas, visando dispensar ou reduzir a utilização dos instrumentos rotatórios e consequentemente, minimizar a geração de aerossóis. Diante do cenário da pandemia da COVID-19, a adaptação da rotina clínica do cirurgião-dentista às normas de biossegurança é imprescindível como também deve estar associada com as boas práticas da dentística ultraconservadora.

Over the years, dentists have been using rotating instruments because they have more precise cuts, tactile and visual control. However, the performance of dental procedures with rotatories involves risk of disease transmission, aerolization being an important transmission route for several microorganisms, such as SARS-COV-2 (COVID-19). This study aims to review the literature regarding the techniques, materials and equipment used in ultraconservative dentistry that can be adopted safely and efficiently in clinical practice in times of pandemic. A bibliographic survey was carried out in the Scielo, Pubmed, Google Academic and Virtual Health Library (VHL) databases. 36 articles were included, in English and Portuguese, published between 2004 and 2020, with text available in full and relevant content for the study, being excluded articles that did not meet these criteria. The findings show that contemporary dentistry has been offering new options by improving techniques and remodeling some pre-existing concepts through ultrasonic instrumentation, air microabrasion, high-power laser and chemical solutions, aiming at dispensing or reducing the use of rotating instruments and consequently, minimizing the generation of aerosols. Facing the pandemic scenario of COVID-19, the adaptation of the clinical routine of the dentist to the biosafety standards is essential as well as should be associated with the good practices of ultraconservative dentistry.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-05-24

Como Citar

Barbosa dos Santos, A., Maria Gonzaga de Mattos Vogel, I., Silva das Virgens Queiroz, L., & Maria Aras Lima, W. (2021). A DENTÍSTICA ULTRACONSERVADORA EM TEMPOS DE PANDEMIA ULTRACONSERVATIVE DENTISTRY IN TIMES OF PANDEMIC. Revista Da Faculdade De Odontologia Da UFBA, 51(2). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/revfo/article/view/44793

Edição

Seção

Artigos de Revisão de Literatura/ Reviews of the Literature