MANIPULAÇÃO DE PLANO OCLUSAL NO SENTIDO HORÁRIO EM CIRURGIA ORTOGNÁTICA: RELATO DE CASO.

Autores

  • Lais Fernandes Tourinho
  • Weber Céo Calvacante
  • Antônio Irineu Trindade Neto
  • Noeele Fraga Matos Gaeta
  • Milena Merces Damasceno

Resumo

Objetivo: O presente trabalho consiste em um relato de caso clínico sobre a

manipulação do plano oclusal em cirurgia ortognática. Descrição do caso: O caso apresentado trata de um paciente do sexo feminino que apresentava padrão facial classe III, com discrepância oclusal antero-posterior de 4 mm. Tendo em vista que um avanço de maxila ou recuo de mandíbula ou com-

binação dos dois movimentos nesta magnitude parecia ser insuficiente para

promover bom resultado estético, foi utilizada a rotação do plano oclusal do complexo maxilomandibular no sentido horário. A rotação horária teve como

ponto de fulcro aproximadamente a espinha nasal anterior e obteve  como

resultados o aumento dos ângulos do plano oclusal, do plano mandibular e

do incisivo inferior; retração da ponta do incisivo superior; e diminuição da

angulação dos incisivos superiores e da projeção do mento. Conclusão: No

tratamento cirúrgico foram alcançados resultados estéticos satisfatórios sem  o

desenvolvimento de implicações sobre articulações temporomandibulares e

espaço aéreo posterior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-12-28

Como Citar

Tourinho, L. F., Calvacante, W. C., Neto, A. I. T., Gaeta, N. F. M., & Damasceno, M. M. (2021). MANIPULAÇÃO DE PLANO OCLUSAL NO SENTIDO HORÁRIO EM CIRURGIA ORTOGNÁTICA: RELATO DE CASO. Revista Da Faculdade De Odontologia Da Universidade Federal Da Bahia, 42(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/revfo/article/view/14771

Edição

Seção

Relatos de Casos Clínicos/ Cases Report