SÍNDROME DE EHLER-DANLOS TIPO III - RELATO DE UM RARO CASO

Autores

  • Samara Ramos de Souza
  • Maysa Nogueira de Barros Melo
  • Paulo Ribeiro Queiroz Neto
  • Thiago Felippe Oliveira Macêdo
  • Braúlio Carneiro Júnior

Resumo

A Síndrome de Ehler-Danlos (SED) compreende um grupo de doenças heredi- tárias do tecido conjuntivo que partilham um defeito na formação do coláge- no. Dos diferentes subtipos da doença, o tipo III (Hipermobilidade Articular) afeta pequenas e grandes articulações, ocasionando luxações e subluxações recorrentes. A mandíbula é o único osso móvel do complexo maxilofacial e pa- cientes portadores de SED podem apresentar episódios de luxação recorrentes, necessitando de tratamento. Na falência de tratamentos conservadores (placas miorrelaxantes, fonoaudiologia e fisioterapia), dentre os inúmeros tratamentos cirúrgicos existentes, a técnica de instalação de placas na eminência articular é uma terapêutica eficaz, segura, de realização simples, reversível, não alte- rando as funções normais da articulação temporomandibular e sendo preferida pelos autores no tratamento dos casos de luxação recorrente da mandíbula. O presente artigo tem como objetivo relatar um raro caso de SED tipo III que teve como tratamento escolhido a técnica cirúrgica de instalação de placa na eminência articular, além de discutir a respeito da melhor técnica cirúrgica a ser empregada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-03-16

Como Citar

de Souza, S. R., Melo, M. N. de B., Neto, P. R. Q., Macêdo, T. F. O., & Júnior, B. C. (2018). SÍNDROME DE EHLER-DANLOS TIPO III - RELATO DE UM RARO CASO. Revista Da Faculdade De Odontologia Da Universidade Federal Da Bahia, 44(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/revfo/article/view/14515

Edição

Seção

Relatos de Casos Clínicos/ Cases Report