<B>As esculturas de Konstantin Christoff: traços da plasticidade do grotesco</B>

Autores

  • Maria Elvira Curty Unimontes

DOI:

https://doi.org/10.9771/2175-084Xrcv.v1i14.5095

Palavras-chave:

Konstantin, Grotesco, Estética, Escultura

Resumo

Este trabalho pretende discutir os pressupostos da estética do grotesco, tendências e práticas artísticas na contemporaneidade, reconhecendo-as em uma produção pictórica de KonstantinChristoff; (1923-2011), artista plástico, búlgaro, naturalizado e residente na cidade de Montes Claros, Minas Gerais. Nesta análise comparativa abordaremos as esculturas realizadas em 1946 a 2002 que demonstram aspectos que podem ser relacionados com as categorias da estética do grotesco comparando-as com algumas pinturas da série dos Auto-retratos. A arte do grotesco pode oferecer ao artista possibilidades de trabalhar expressões que, embora possam ser consideradas um contrassenso, também podem oferecer uma estética que movimenta e desestabilizaquanto surpreende. Dessa forma, vimos que tanto a escultura quanto a pintura de Konstantin enfatizam a estética do grotesco nas mais diversas propostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Elvira Curty, Unimontes

Possui especialização em Arte Educação pela Universidade Estadual de Montes Claros (1996), especialização em História da Arte pela Universidade Estadual de Montes Claros (2000) , mestrado em Programa de Pós Gradduação Ciência da Arte pela UniversidadeFederal Fluminense (2004) e doutorado em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008) . Atualmente é Professora da Universidade Estadual de Montes Claros, Chefe do Departamento de Artes da Universidade Estadual de Montes Claros, Coordenador do Curso de Artes da UAB/MEC/CAPE da Universidade Estadual de Montes Claros e Coord. EAD-Artes Visuais/UAB/UNIMONTES/MEC/CA da Universidade Aberta do Brasil.

Downloads

Como Citar

CURTY, M. E. &lt;B&gt;As esculturas de Konstantin Christoff: traços da plasticidade do grotesco&lt;/B&gt;. Cultura Visual, [S. l.], v. 1, n. 14, p. 53–64, 2011. DOI: 10.9771/2175-084Xrcv.v1i14.5095. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rcvisual/article/view/5095. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos Selecionados / Selected Articles