A VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES DURANTE A PANDEMIA DE COVID 19 EM PORTUGAL

Autores

  • Dalila Cerejo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (NOVA FCSH) https://orcid.org/0000-0002-0118-1558
  • Rosário Rosa Universidade Aberta (UAB); Centre for Functional Ecology and TERRA Associated Laboratory, University of Coimbra, Coimbra, Portugal. https://orcid.org/0000-0001-9299-0897
  • Ana Lúcia Teixeira Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (NOVA FCSH) https://orcid.org/0000-0002-8086-2254
  • Wânia Pasinato Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Núcleo de Estudos de Gênero (PAGU) GPDH-IEA/USP https://orcid.org/0000-0002-3241-1504
  • Manuel Lisboa Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (NOVA FCSH)

DOI:

https://doi.org/10.9771/rf.v11i1.52593

Palavras-chave:

Violência contra as mulheres, desigualdade de género, violência de género, pandemia da COVID-19

Resumo

O contexto pandémico, particularmente o primeiro confinamento de 18 de março de 2020, trouxe uma enorme incerteza, tanto em Portugal como em todo o mundo, sobre o que estaria a acontecer às mulheres relativamente à sua exposição a situações de violência. Este artigo apresenta os principais dados obtidos no projeto O impacto da COVID-19 na violência contra as mulheres, desenvolvido em 2020. Através de uma amostra estatisticamente representativa de 1500 mulheres portuguesas (Continente e Regiões Autónomas) foi possível concluir que, durante o período do primeiro confinamento, as mulheres ficaram ainda mais expostas à violência do que anteriormente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dalila Cerejo, Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (NOVA FCSH)

Dalila Cerejo é Doutora em Sociologia, professora Auxiliar da NOVA/FCSH, Vice-Coordenadora do Mestrado em Estudos sobre as Mulheres, Coordenadora do Grupo de trabalho Desigualdades e Acção Pública e Subdiretora do Centro Interdisciplinar em Ciências Sociais (CICS.NOVA- NOVA-FCSH). É investigadora sénior do Observatório Nacional de Violência e Género da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Vice-Presidente da Associação Portuguesa de Sociologia. É ainda, Independent Advisor for the European Parliament nas questões da violência de Género e práticas nefastas. Os seus trabalhos de investigação são centrados na violência de género, particularmente nos contextos emocionais de vítimas e agressores.

Rosário Rosa , Universidade Aberta (UAB); Centre for Functional Ecology and TERRA Associated Laboratory, University of Coimbra, Coimbra, Portugal.

Rosário Rosa é doutorada em Sociologia, e exerce funções como professora auxiliar no DCSG da Universidade Aberta desde 2016. É também investigadora integrada do CFE– Universidade de Coimbra/Polo da Universidade Aberta. Colabora ainda com a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, quer como professora auxiliar convidada, quer enquanto investigadora colaboradora do CICS.NOVA/ONVG. Os seus principais interesses de investigação centram-se nas desigualdades sociais; género e violência; e práticas e saberes leigos de saúde e doença.

Ana Lúcia Teixeira, Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (NOVA FCSH)

Ana Lúcia Teixeira é doutorada em Sociologia e mestre em Prospecção e Análise de Dados. É professora auxiliar no Departamento de Sociologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCSH) e investigadora integrada no Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA). Os seus interesses de investigação centraram-se nas desigualdades de género, em particular no campo da política e violência contra as mulheres, violência doméstica e violência de género.

Wânia Pasinato , Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Núcleo de Estudos de Gênero (PAGU) GPDH-IEA/USP

Doutorado em Sociologia (USP). Pós-Doutorado (UNICAMP). Consultora especializada em políticas públicas de enfrentamento à violência de gênero contra as mulheres. Membro do Consórcio Lei Maria da Penha. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Direitos Humanos, Democracia e Memória (GPDH-IEA/USP)  

Manuel Lisboa , Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (NOVA FCSH)

Manuel Lisboa é Doutor em Sociologia, professor catedrático da Universidade Nova de Lisboa. Director do Observatório Nacional de Violência e Género e investigador no CICS.NOVA, onde coordenou ao longo das últimas décadas mais de 25 projectos de investigação nas áreas da violência contra as mulheres, doméstica e de género. É autor de vários livros e artigos sendo um dos peritos internacionais do Conselho da Europa no âmbito da Task Force to Combat Violence Against Women, including Domestic Violence e do European Institute for Gender Equality (EIGE) e membro do Conselho Técnico-Científico da CIG, em Portugal.

Referências

ARENAS-ARROYO, Esther; FERNANDEZ-KRANZ, Daniel; NOLLEMBERGER, Natalia. Intimate partner violence under forced cohabitation and economic stress: Evidence from the COVID-19 pandemic. Journal of Public Economics, 194, 104350. 2021.

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE APOIO À VÍTIMA. Projeto Violência Contra as Mulheres e Violência Doméstica em Tempos de Pandemia. Newsletter, 2º Edição, janeiro, 2021. Disponível em: https://apav.pt/apav_v3/images/press/VMVD_newsletter_2.html. Acesso em: 4 jan. 2023.

BRYMAN, Alan. Social research methods. Oxford: Oxford University Press. 2012.

CEREJO, Dalila. Viver sobrevivendo: Emoções e dinâmicas socioculturais nos processos de manutenção das relações conjugais violentas. Tese. Doutoramento em Sociologia, Departamento de Sociologia, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2014. 408 pp. Disponível em: https://run.unl.pt/handle/10362/14101. Acesso em: 13 Junho, 2022

CEREJO, Dalila. Metodologia de Detecção de Indicadores de Expressão Emocional no Contexto da Violência Doméstica. In: LISBOA, Manuel (Org.). Metodologias de investigação sociológica: problemas e soluções a partir de estudos empíricos. Vila Nova de Famalicão: Húmus. 2016. 287–312.

Dias, I. (2010). Violência na família – Uma abordagem sociológica. Edições Afrontamento.

EBERT, Cara; STEINERT, Janina. Prevalence and risk factors of violence against women and children during COVID-19, Germany. Bulletin of the World Health Organization, 99, 6, 429–438. 2021.

EUROPEAN UNION AGENCY FOR FUNDAMENTAL RIGHTS. Violence against women: an EU-wide survey - Survey methodology, sample and fieldwork. Technical report. Publications Office of the European Union. 2014. Disponível em: https://fra.europa.eu/sites/default/files/fra-2014-vaw-survey-technical-report-1_en.pdf. Acesso em: 21Maio, 2022

GAMA, Ana; PEDRO, Ana Rita; CARVALHO, Maria João Leote; GUERREIRO, Ana Esteves; DUARTE, Vera; QUINTAS, Jorge; MATIAS, Andreia; KEYGNAERT, Ines; DIAS, Sónia. Domestic violence during the COVID-19 Pandemic in Portugal. Portuguese Journal of Public Health, 38, Suppl. 1, 32–40. 2020.

GARCÍA-MORENO, Claudia; JANSEN, Henrica; ELLSBERG, Mary; HEISE, Lori; WATTS, Charlotte. WHO Multi-country Study on Women’s Health and Domestic Violence against Women. Initial results on prevalence, health outcomes and women’s responses. World Health Organization. 2005. Disponível em: https://www.who.int/reproductivehealth/publications/violence/24159358X/en. Acesso em: Acesso em: 1 de Julho, 2022

HAMEL, Christelle. VIRAGE Survey Violence and Gender Relations: Contexts and Consequences of Violence Against Women and Men. INED Documents de Travail nº. 212. 2014. Disponível em: https://virage.site.ined.fr/fichier/s_rubrique/20838/working_paper_2014_212_gender_violence.fr.pdf. Acesso em: Acesso em: 1 de Julho, 2022

INSTITUT NATIONAL D’ÉTUDES DÉMOGRAPHIQUES. Virage. Méthodologie: Bilan de collecte. 2020. Disponível em: https://virage.site.ined.fr/fr/methodologie/bilan-de-collecte. Acesso em: Acesso em: 15 de Agosto, 2022

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA. Informação aos utilizadores. O modo de recolha de informação no Inquérito ao Emprego vai ser alterado. 2010. Disponível em https://www.ine.pt/ngt_server/attachfileu.jsp?look_parentBoui=105274393&att_display=n&att_download=y . Acesso em: 6 de Junho de 2022

LISBOA, Manuel. Para uma análise intersistémica da violência de género. In: LISBOA, Manuel (Org.). Metodologias de investigação sociológica: problemas e soluções a partir de estudos empíricos. Vila Nova de Famalicão: Húmus, 2016. 349–368.

LISBOA, Manuel; BARROSO, Zélia; MARTELEIRA, Joana. O contexto social da violência contra as mulheres detectada nos Institutos de Medicina Legal. Lisboa: Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres. 2003.

LISBOA, Manuel; BARROSO, Zélia; PATRÍCIO, Joana; LEANDRO, Alexandra. Violência e género – Inquérito nacional sobre a violência exercida contra mulheres e homens. Lisboa: Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género. 2009.

LISBOA, Manuel; CEREJO, Dalila; TEIXEIRA, Ana Lúcia; ROSA, Rosário; QUEIRÓS, Margarida; TORGAL, Jorge; PINHÃO, Madalena; JESUS, Miguel. O Impacto da COVID-19 na Violência Contra as Mulheres: Uma Análise Longitudinal. Relatório Final. Lisboa: NOVA FCSH. 2021.

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Relatório sobre a aplicação da 2ª declaração do estado de emergência. Lisboa: Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna. 2020. Disponível em: https://www.parlamento.pt/Documents/2020/abril/Relatorio-Governo-II.pdf. Acesso em: 18 de Maio de 2021

MINISTERIO DE SANIDAD, SERVICIOS SOCIALES E IGUALDAD. Macroencuesta de Violencia Contra La Mujer 2015. Avance de resultados. Gobierno de España. Ministerio de Sanidad, Política Social e Igualdad. 2015. Disponível em: https://www.mscbs.gob.es/gabinetePrensa/notaPrensa/pdf/30.03300315160154508.pdf. Acesso em: 13 Setembro de 202

PERAUD, William; QUINTARD, Bruno; CONSTANT, Aymery. Factors associated with violence against women following the COVID-19 lockdown in France: Results from a prospective online survey. PLoS ONE, 16, 9, e0257193, setembro. 2021.

TJADEN, Patricia; THOENNES, Nancy. Full report of the prevalence, incidence, and consequences of violence against women: Findings from the national violence against women survey. National Institute of Justice and Centers for Disease Control and Prevention. 2020. Disponível em: https://www.ncjrs.gov/pdffiles1/nij/183781.pdf. Acesso em: 19 de Maio de 2022

UNITED NATIONS. Guidelines for Producing Statistics on Violence against Women – Statistical Surveys. Department of Economic and Social Affairs. 2014. Disponível em https://unstats.un.org/unsd/gender/docs/Guidelines_Statistics_VAW.pdf. Acesso em: 5 Dezembro 2021

UNITED NATIONS. Policy Brief: The Impact of COVID-19 on Women. United Nations. 2020. Disponível em: https://asiapacific.unwomen.org//media/headquarters/attachments/sections/library/publications/2020/policy_brief-the-impact-of-covid-19-on-women-en.pdf?la=en&vs=1406. Acesso em: 2 Março de 2022

UNITED NATIONS WOMEN. Rapid Gender Assessment (RGA) on the impact of COVID-19 on women and men in Eswatini. United Nations Women. 2021. Disponível em: https://data.unwomen.org/sites/default/files/documents/Publications/Eswatini%20RGA.pdf. Acesso em: 2 Março de 2022

UNITED NATIONS WOMEN & WORLD HEALTH ORGANIZATION. Violence against women and girls. Data collection during COVID-19. 2020. Disponível em: https://www.unwomen.org//media/headquarters/attachments/sections/library/publications/2020/vawg_data-collection-during-covid-19-compressed.pdf?la=en&vs=2339. Acesso em: 2 Março de 2022

WORLD HEALTH ORGANIZATION. COVID-19 and violence against women. What the health sector/system can do. 2020a. Disponível em: https://www.who.int/reproductivehealth/publications/emergencies/COVID-19-VAW-full-text.pdf?ua=1. Acesso em: 2 Março de 2022

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Survey tool and guidance. Rapid, simple, flexible behavioural insights on COVID-19. 2020b. Disponível em: http://www.euro.who.int/en/health-topics/health-emergencies/coronavirus-141covid-19/novel-coronavirus-2019-ncov-technical-guidance-OLD/who-tool-for-behavioural-insights-on-covid-19. Acesso em: 2 Março de 2022

Downloads

Publicado

2023-04-02

Como Citar

CEREJO, D.; ROSA , R. .; TEIXEIRA, A. L. .; PASINATO , W. .; LISBOA , M. . A VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES DURANTE A PANDEMIA DE COVID 19 EM PORTUGAL . Revista Feminismos, [S. l.], v. 11, n. 1, 2023. DOI: 10.9771/rf.v11i1.52593. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/feminismos/article/view/52593. Acesso em: 17 jun. 2024.