REFLEXÕES SOBRE OS EFEITOS DA PANDEMIA NA SAÚDE MENTAL DE MULHERES PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/rf.v10i2%20e%203.45275

Resumo

É fundamental refletir sobre os efeitos da pandemia na vida e na saúde das mulheres. Fatores como o colapso econômico, fechamento das escolas, o distanciamento social, entre outros, contribuíram significativamente para a modificação das rotinas familiares e profissionais, ampliando a vulnerabilidade das mulheres. Como um dossiê, no decorrer do texto, esses fatores foram analisados de modo dialógico, buscando compreender a vulnerabilidade das profissionais de saúde que, para além de terem sua carga de trabalho aumentada por fatores que são comuns às mulheres, sofrem com os efeitos diretos da pandemia. Mais vulneráveis em sua saúde física e mental, esses efeitos podem ser ainda mais acentuados quando consideramos os marcadores gênero, classe e raça interseccionalizados.                 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lilian Fernandes Arial AYRES, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Professora Adjunta da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, Brasil. Doutora em Enfermagem e Biocências pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde da mulher, parto, história da enfermagem e cuidado.

Débora Fernandes Pessoa Madeira, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal de Viçosa (2004), especialização em Direito Civil e Processual Civil pela Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac-Ubá) e mestrado em Direito Privado pela PUC-Minas. Atualmente é professora assistente, na área de Direito Civil, na Universidade Federal de Viçosa.

Ana Pereira dos Santos, Instituto René Rachou - Fiocruz Minas

Doutora em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). Pós-doutoranda no Instituto René Rachou - Fiocruz Minas.

Tatiane Roseli Alves Castro, graduanda do curso de enfermagem da Universidade Federal de Viçosa

Acadêmica de enfermagem pela Universidade Federal de Viçosa, entusiasta em estudos relacionados a saúde da mulher. Participa de atividades de pesquisa e extensão na Universidade, publicou como autora e coautora vários trabalhos científicos, sendo alguns premiado como melhores trabalhos em congressos nacionais de enfermagem.

Paula Dias Bevilacqua, Centro de Pesquisas René Rachou (FIOCRUZ)

Pesquisadora Especialista do Instituto René Rachou-Fiocruz Minas. Doutora em Ciência Animal - Epidemiologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

REFLEXÕES SOBRE OS EFEITOS DA PANDEMIA NA SAÚDE MENTAL DE MULHERES PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Referências

ADAMS-PRASSL, Abigail et al. Inequality in the Impact of the Coronavirus Shock: Evidence from Real Time Surveys. [s. l.], 2020. Disponível em: https://www.iza.org/publications/dp/13183/inequality-in-the-impact-of-the-coronavirus-shock-evidence-from-real-time-surveys. Acesso em: 1 jan. 2020.

BARBOSA, Diogo Jacintho et al. Fatores de estresse nos profissionais de enfermagem no combate à pandemia da COVID-19: Síntese deEvidências. [s. l.], 2020. Disponível em: http://www.escs.edu.br/revistaccs/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/651/291. Acesso em: 29 jun. 2021.

BÉLAND, Louis-Philippe et al. Covid-19, Family Stress and Domestic Violence: Remote Work, Isolation and Bargaining Power. [s. l.], 2020. Disponível em: https://www.iza.org/publications/dp/13332/covid-19-family-stress-and-domestic-violence-remote-work-isolation-and-bargaining-power.

CHEN, Qiongni et al. Mental health care for medical staff in China during the COVID-19 outbreak. The Lancet Psychiatry, [S. l.], v. 7, n. 4, p. e15–e16, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S2215-0366(20)30078-X. Acesso em: 29 jun. 2021.

COÊLHO SANTANA, Jaqueline. AKOTIRENE, C. Interseccionalidade. São Paulo, SP: Sueli Carneiro; Pólen, 2019. 152 p. ISBN 978-85-98349-69-5. Cadernos de Linguagem e Sociedade, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 270–273, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.26512/les.v20i2.28624. Acesso em: 29 jun. 2021.

COFEN. Observatório contabiliza casos de COVID-19 na Enfermagem Conselho Federal de Enfermagem - Brasil. [s. l.], 2021. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/observatorio-contabiliza-casos-de-covid-19-na-enfermagem_78532.html.

DU, Jiang et al. Psychological symptoms among frontline healthcare workers during COVID-19 outbreak in Wuhan. General Hospital Psychiatry, [S. l.], v. 67, p. 144–145, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.genhosppsych.2020.03.011

ETHERIDGE, Ben; SPANTIG, Lisa. The gender gap in mental well-being during the Covid-19 outbreak: evidence from the UK. ISER Working Paper Series, [S. l.], 2020. Disponível em: https://www.iser.essex.ac.uk/research/publications/526485. Acesso em: 29 jun. 2020.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Visível e invisível: A vitimização de mulheres no Brasil. [S. l.: s. n.]. E-book. Disponível em: http://www.iff.fiocruz.br/pdf/relatorio-pesquisa-2019-v6.pdf. Acesso em: 17 ago. 2020.

HIRATA, Helena; KERGOAT, Danièle. Novas configurações da divisão sexual do trabalho. Cadernos de Pesquisa, [S. l.], v. 37, n. 132, p. 595–609, 2007. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0100-15742007000300005

HO, Cyrus SH; CHEE, Cornelia YI; HO, Roger CM. Mental Health Strategies to Combat the Psychological Impact of COVID-19 Beyond Paranoia and Panic. Article in Press, [S. l.], v. 49, p. 155–160, 2020.

HUANG, J. Z. et al. Mental health survey of medical staff in a tertiary infectious disease hospital for COVID-19. J Nurs Manag, [S. l.], v. 38, n. 3, p. 192–195, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.3760/cma.j.cn121094-20200219-00063

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Em média, mulheres dedicam 10,4 horas por semana a mais que os homens aos afazeres domésticos ou ao cuidado de pessoas. Agência de Notícias IBGE. [s. l.], 2020. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/27877-em-media-mulheres-dedicam-10-4-horas-por-semana-a-mais-que-os-homens-aos-afazeres-domesticos-ou-ao-cuidado-de-pessoas. Acesso em: 29 jun. 2021.

ITABORAÍ, Nathalie Reis. Mudanças nas famílias brasileiras (1976-2012): uma perspectiva de classe e gênero. [S. l.], p. 490, 2015.

LAI, Jianbo et al. Factors associated with mental health outcomes among health care workers exposed to coronavirus disease 2019. JAMA Network Open, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 203976, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1001/jamanetworkopen.2020.3976

LI, Sijia et al. The Impact of COVID-19 Epidemic Declaration on Psychological Consequences: A Study on Active Weibo Users. International Journal of Environmental Research and Public Health, [S. l.], v. 17, n. 6, p. 2032, 2020 a. Disponível em: https://doi.org/10.3390/ijerph17062032. Acesso em: 29 jun. 2021.

LI, Zhenyu et al. Vicarious traumatization in the general public, members, and non-members of medical teams aiding in COVID-19 control. Brain, Behavior, and Immunity, [S. l.], v. 88, p. 916–919, 2020 b. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.bbi.2020.03.007. Acesso em: 3 jul. 2020.

LIU, Nianqi et al. Prevalence and predictors of PTSS during COVID-19 outbreak in China hardest-hit areas: Gender differences matter. Psychiatry Research, [S. l.], v. 287, p. 112921, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.psychres.2020.112921. Acesso em: 15 jul. 2020.

MO, Yuanyuan et al. Work stress among Chinese nurses to support Wuhan in fighting against COVID-19 epidemic. Journal of Nursing Management, [S. l.], v. 28, n. 5, p. 1002–1009, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1111/jonm.13014. Acesso em: 19 nov. 2010.

MORENO, Carmen et al. How mental health care should change as a consequence of the COVID-19 pandemic. The Lancet Psychiatry, [S. l.], v. 7, n. 9, p. 813–824, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S2215-0366(20)30307-2

NETO, Raimundo Monteiro da Silva et al. Psychological effects caused by the COVID-19 pandemic in health professionals: A systematic review with meta-analysis. Progress in Neuro-Psychopharmacology and Biological Psychiatry, [S. l.], v. 104, p. 110062, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.pnpbp.2020.110062

OPAS, Organização Pan-Americana da Saúde. Organização Pan-Americana da Saúde. Coronavirus. [s. l.], 2020. Disponível em: https://www.paho.org/pt/topicos/coronavirus. Acesso em: 17 ago. 2020.

PETZOLD, Moritz Bruno; PLAG, Jens; STRÖHLE, Andreas. Umgang mit psychischer Belastung bei Gesundheitsfachkräften im Rahmen der Covid-19-Pandemie. Der Nervenarzt, [S. l.], v. 91, n. 5, p. 417–421, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s00115-020-00905-0

SANTOS, Boaventura da Silva. A cruel pedagogia do vírus: diálogos com Boaventura de Sousa Santos. [s. l.], 2020. Disponível em: https://pensaraeducacao.com.br/pensaraeducacaoempauta/a-cruel-pedagogia-do-virus-dialogos-com-boaventura-de-sousa-santos/.

SHECHTER, Ari et al. Psychological distress, coping behaviors, and preferences for support among New York healthcare workers during the COVID-19 pandemic. General Hospital Psychiatry, [S. l.], v. 66, p. 1–8, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.genhosppsych.2020.06.007

SILVA, Ana Paula; QUEIROZ, Evandro de Souza. O Estresse e Sua Relação com a Jornada de Trabalho da Enfermagem em Unidade Hospitalar. Periódico Científico do Núcleo de Biociências, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 33–50, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.15601/2238-1945/pcnb.v1n1p33-50. Acesso em: 5 maio. 2020.

SILVA, Flaviane Cristine Troglio da; NETO, Modesto Leite Rolim. Psychiatric symptomatology associated with depression, anxiety, distress, and insomnia in health professionals working in patients affected by COVID-19: A systematic review with meta-analysis. Progress in Neuro-Psychopharmacology and Biological Psychiatry, [S. l.], v. 104, p. 110057, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.pnpbp.2020.110057

WANG, Cuiyan et al. Immediate Psychological Responses and Associated Factors during the Initial Stage of the 2019 Coronavirus Disease (COVID-19) Epidemic among the General Population in China. International Journal of Environmental Research and Public Health, [S. l.], v. 17, n. 5, p. 1729, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.3390/ijerph17051729. Acesso em: 3 jul. 2020.

WENHAM, Clare; SMITH, Julia; MORGAN, Rosemary. COVID-19: the gendered impacts of the outbreak. The Lancet, [S. l.], v. 395, n. 10227, p. 846–848, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)30526-2. Acesso em: 24 jul. 2020.

ZHANG, Wen-rui et al. Mental Health and Psychosocial Problems of Medical Health Workers during the COVID-19 Epidemic in China. Psychotherapy and Psychosomatics, [S. l.], v. 89, n. 4, p. 242–250, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1159/000507639

Downloads

Publicado

2022-10-18

Como Citar

AYRES, L. F. A.; MADEIRA, D. F. P.; SANTOS, A. P. dos; CASTRO, T. R. A.; BEVILACQUA, P. D. REFLEXÕES SOBRE OS EFEITOS DA PANDEMIA NA SAÚDE MENTAL DE MULHERES PROFISSIONAIS DE SAÚDE. Revista Feminismos, [S. l.], v. 10, n. 2 e 3, 2022. DOI: 10.9771/rf.v10i2 e 3.45275. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/feminismos/article/view/45275. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos