TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA MULHER EM TEMPOS DE COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9771/rf.v10i1.44453

Resumo

Objetivo: Refletir sobre a acessibilidade das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) na denúncia de violência doméstica contra a mulher em tempos de pandemia da COVID-19. Metodologia: Estudo teórico de cunho reflexivo, conduzido através de pesquisa na literatura utilizando publicações entre dezembro de 2019 a agosto de 2020, período de pandemia da COVID-19. Resultados: Diante do cenário de pandemia da COVID-19 a utilização das TICs na realização de denúncias virtuais surge como uma alternativa para atenuar os impactos ocasionados pelo afastamento social na vida de milhares de mulheres ao redor do mundo e no Brasil, neste último temos agravante o acesso limitado a internet, tal condição interfere no processo de denúncia. Considerações finais: As TICs são importantes ferramentas de prevenção e enfrentamento da violência, mas sua efetividade requer a articulação de estratégias entre a gestão, comunidade civil organizada e a população em geral oportunizando a todos o acesso.

Palavras chave: Pandemia; Isolamento social; Violência doméstica; Tecnologia da informação e comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clara Gonçalves de Souza Silva, Universidade do Estado da Bahia

Graduanda do 7º semestre em Enfermagem pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Atualmente é diretora administrativa da LASAC (Liga Acadêmica de Saúde Coletiva da UNEB) e monitora bolsista da disciplina de Deontologia em Enfermagem.

Geovana Chagas Barros, Centro Universitário Nobre

Graduanda do 8º semestre do curso de Bacharelado em  Enfermagem pelo Centro Universitário Nobre (UNIFAN). Atualmente é  membro fundadora e Diretora científica da Liga Acadêmica de Estética e Práticas Complementares (LAEPC) e vice-presidente da Liga Acadêmica de Vigilância à Saúde (LAVISA) da UNIFAN.

 

Ivomare Cerqueira de Almeida, Universidade do Estado da Bahia

Formada no ensino médio pela instituição SESI - Djalma Pessoa (2015). Atualmente cursando o 7° semestre de enfermagem na Universidade do Estado da Bahia - UNEB e diretora de recursos humanos da liga acadêmica de saúde pública - LASP.

Luane Caitano de Jesus, Universidade do Estado da Bahia

Graduanda do 7º semestre em Enfermagem pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Integra o Núcleo de Pesquisa Interfaces em Saúde (NUPEIS). Tem experiência em projeto de extensão integrando a saúde mental das mulheres privadas de liberdade em Salvador-BA em tempos de pandemia da COVID-19, e atualmente é bolsista do projeto de extensão ‘’Relações étnico-raciais e o cuidado em saúde: novas epistemologias na formação em saúde’’.

Lilian Conceição Guimarães de Almeida, Universidade Federal da Bahia

Possui Doutorado em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia. Pesquisadora do Grupo Vida, professora Adjunto IV do componente curricular Enfermagem na Atenção a Saúde da Mulher, da Universidade Federal da Bahia. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase nas áreas de Saúde da Mulher e Saúde Coletiva, atuando principalmente nos temas: Saúde; IST/HIV/Aids; Gênero; Violência.

Tânia Christiane Ferreira Bispo, Universidade do Estado da Bahia

Pós doutorado em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia- ISC/UFBA e a Universidad de LANUS - Buenos Aires-Argentina. Doutorado em Saúde Pública pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia- ISC/UFBA. Professora Titular no Curso de Enfermagem da Universidade do Estado da Bahia- UNEB, Lider do grupo de pesquisa NUPEIS- Núcleo de pesquisa Interfaces e Saúde. 

Referências

REFERÊNCIAS

AQUINO, Estela et.al. Medidas de distanciamento social no controle da pandemia de COVID-19: potenciais impactos e desafios no Brasil. Disponível em: https://www.scielo .br/scielo.php?pid=S1413-81232020006702423&script=sci_arttext. Acesso em: ago.2020.

BANDEIRA, R. Justiça reforça divulgação de canais para denunciar violência doméstica. Agência CNJ de Notícias, 2020. Disponível em: https://www.cnj.jus.br/justica-reforca-divulgacao -de-canais-para-denunciar-violencia-domestica/. Acesso em: ago. 2020

BARBOSA, Jeanine et al. Interseccionalidade e outros olhares sobre a violência contra mulheres em tempos de pandemia pela covid-19. Disponível em: https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/328. Acesso em: ago.2020.

CABRAL, Tárcila. Violência contra mulher em tempos de covid-19. Agência de Notícias COFAP. Disponível em: https://confap.org.br/news/violencia-contra-a-mulher-em-tempos- de-covid-19/ Acesso: ago, 2020.

CERIONI, C. Rappi cria botão contra violência doméstica em ação com advogadas. Revista Exame, 2020. Disponível em: https://exame.com/pme/rappi-cria-botao-de-violencia -domestica-em-acao-com-advogadas-e-psicologas/. Acesso em: ago. 2020

CONJUR. Combate à violência doméstica em tempos de pandemia: o papel do Direito. Disponível em:https://www.conjur.com.br/2020-abr-24/direito-pos -graduacao-combate-violência -domestica-tempos-pandemia. Acesso em: ago.2020.

DE LIMA CAMPOS, Mariana; ALMEIDA, Gustavo Henrique Moreira Dias. Violência contra a mulher: uma relação entre dimensões subjetivas e a produção de informação. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 15, n. 2, p. 349-367, 2017.

EQUIPE UBER. Instituto Avon, Uber e Wieden+Kennedy lançam ferramenta para ajudar mulheres vítimas de violência doméstica. 2020. Disponível em: https://www.uber.com/pt-BR/newsroom/instituto-avon-uber-e-wiedenkennedy-lancam-ferramenta-para-ajudar-mulheres-vitimas-de-violencia-domestica/. Acesso em: ago. 2020

FARIAS, Heitor. O avanço da Covid-19 e o isolamento social como estratégia para redução da vulnerabilidade. Revista Brasileira de Geografia econômica. Disponível em: https://journals.openedition.org/espacoeconomia/11357. Acesso em: ago.2020.

FIOCRUZ, Fundação Oswaldo Cruz, (2020). Saúde Mental e Atenção Psicossocial: Violência Doméstica e Familiar na COVID-19. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/sites/portal .fiocruz.br/files/documentos/saude-mental-e-atencao-psicossocial-na-pandemia-covid-19-violencia-domestica-e-familiar-na-covid-19.pdf.Acesso em: ago.2020.

FLANAGAN, J.; JARNECKE, A. Permanecendo seguro durante o COVID-19: como uma pandemia pode aumentar o risco de violência por parceiro íntimo e o que pode ser feito para fornecer recursos e apoio aos indivíduos. 2020. Disponível em:https://doi.apa.org/fulltex t/2020-43456-001.html. Acesso em: ago. 2020

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Violência doméstica durante a pandemia de COVID-19. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/wp -content/uploads/2018/05/violencia-domestica-covid-19-v3.pdf. Acesso em: ago.2020.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Violência doméstica durante a pandemia de COVID-19- Ed.2. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/wp- content/uploads/2020/06/violencia-domestica-covid-19-ed02-v5.pdf. Acesso em: ago.2020.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Violência doméstica durante a pandemia de COVID-19- Ed.3. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/wp- content/uploads/2020/06/violencia-domestica-covid-19-ed03-v5.pdf. Acesso em: ago.2020.

HUMMEL, Guilherme. Aplicativos contra outra epidemia:violência doméstica. Hospitalar by Informa Markets, São Paulo, 18 Mai 2020. Disponível em: https://digital.hospitalar.com /pt-br/ti-inovao/aplicativos-contra-outra-epidemia-violncia-domstica. Acesso em: ago.2020.

INSTITUTO HUMANITAS UNISINOS. Emergência dentro da emergência. Mulheres vítimas de abuso, caem as denúncias. “Presas, não podem pedir ajuda”. 2020. Disponível em: ihu.unisinos.br/78-noticias/597436-emergencia-dentro-da-emergencia-mulheres-vitimas-de-abuso-caem-as-denuncias-presas-nao-podem-pedir-ajuda. Acesso em: ago. 2020

INSTITUTO MARIA DA PENHA. Tipos de violência. Disponível em: https://www. institutomariadapenha .org.br/lei-11340/tipos-de-violencia.html. Acesso em: ago.2020.

MACIEL, Maria Angélica et. al.Violência doméstica (contra a mulher) no Brasil em tempos de pandemia (COVID-19). Disponível em: https://periodicos.ufpa.br/index.php/rebac/ article/view/8767. Acesso em: ago.2020.

MARQUES, Emanuele Souza et al. A violência contra mulheres, crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela COVID-19: panorama, motivações e formas de enfrentamento. Cadernos de Saúde Pública, v. 36, p. e00074420, 2020.

MINISTÉRIO DA MULHER, DA FAMÍLIA E DOS DIREITOS HUMANOS. Governo lança canais digitais de atendimento contra a violência doméstica durante a pandemia. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/assistencia-social/2020/04/governo -lanca-canais-digitais -de-atendimento-contra-a-violencia-domestica-durante-a-pandemia. Acesso em: ago.2020.

NOVO, Benigno. Estação digital: o acesso é fundamental para a construção do conhecimento e para participação em sociedade. Disponível em: https://www.boletimjuridico.com.br/artigos /cronicas/3704/estacao-digital-acesso-fundamental-construcao-conhecimento-participacao-sociedade. Acesso em: ago.2020.

OPAS. Folha informativa COVID-19 Brasil. Disponível em: https://www.paho.org/pt/ covid19. Acesso em: agosto de 2020a.

OPAS. O potencial das tecnologias da informação de uso frequente durante a pandemia/COVID-19. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2020/07 /1103374/ factsheet-tics_por.pdf. Acesso em: ago.2020b.

OPAS.COVID-19 e a violência contra a mulher :O que o setor/sistema de saúde pode fazer?.Disponível em: https://iris.paho.org/bitstream/handle/10665.2/52126/OPAS WBRACOVID 1920057 _por.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: ago.2020c.

PASSERO, Guilherme; ENGSTER, Nélia Elaine Wahlbrink; DAZZI, Rudimar Luís Scaranto. Uma revisão sobre o uso das TICs na educação da Geração Z. RENOTE-Revista Novas Tecnologias na Educação, v. 14, n. 2, 2016.

PEREIRA, Danilo Moura; SILVA, Gislane Santos. As Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) como aliadas para o desenvolvimento. Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas, v. 10, p. 151-174, 2010.

PORTAL GEOCOVID-19. Projeções de casos ativos e acumulados. Disponível em: https://covid.mapbiomas.org/. Acesso em: ago.2020.

REIF, Laura. Pandemia amplia canais para denunciar violência doméstica e buscar ajuda. Portal Geledés. Disponível em: https://www.geledes.org.br/pandemia-amplia-canais-para -denunciar-violencia-domestica-e-buscar-ajuda/ Acesso: ago. 2020

SCHMIDT, B., Crepaldi, M. A., Bolze, S. D. A., Neiva-Silva, L., & Demenech, L. M. (2020). Impactos na Saúde Mental e Intervenções Psicológicas Diante da Pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19). SciELO Preprints, 1–26. doi: https://doi.org/10.1590 /SCIELOPREPRINTS.58.

SOARES, V. Aplicativo e site são novas alternativas para auxiliar no enfrentamento à violência doméstica durante pandemia. Portal Tocantins, 2020. Disponível em: https://portal.to.gov.br/noticia/2020/4/13/aplicativo-e-site-sao-novas-alternativas-para-auxiliar-no-enfrentamento-a-violencia-domestica-durante-pandemia/. Acesso em: ago. 2020

SPM- BA. Secretaria de Políticas para Mulheres. Ligue 180: balanço aponta crescimento de 74,6% nas tentativas de feminicídio no Brasil. Disponível em:http://www.mulheres.ba. gov.br/2020/06/2839/Ligue-180-balanco-aponta-crescimento-de-746-nas-tentativas-de-feminicidio-no-Brasil.html. Acesso em: ago.2020.

TOKARSKI, C.; ALVES, I. Covid 19 e Violência Doméstica: pandemia dupla para as mulheres. ANESP, 2020. Disponivel em: http://anesp.org.br/todas-as-noticias/2020/4/6/covid-19 -e-violncia-domstica-pandemia-dupla-para-as-mulheres . Acesso em: ago. 2020.

TOKARNIA, Mariana. Um em cada 4 brasileiros não tem acesso à internet. Agência Brasil. Rio de Janeiro, 29/04/2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/ economia /noticia/2020-04/um-em-cada-quatro-brasileiros-nao-tem-acesso-internet/ Acesso em: ago,2020.

VIEIRA, Pamela; GARCIA, Leila; MACIEL, Ethel. Isolamento social e o aumento da violência doméstica: o que isso nos revela?.Disponível em:http://repositorio.ufes.br/jspui/ bitstream/10/11470/1/Vieira%20pt.pdf. Acesso em: ago.2020.

Downloads

Publicado

2022-07-01

Como Citar

DE SOUZA SILVA, C. G.; BARROS, G. C.; DE ALMEIDA, I. C.; DE JESUS, L. C.; GUIMARÃES DE ALMEIDA, L. C.; FERREIRA BISPO, T. C. TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA MULHER EM TEMPOS DE COVID-19. Revista Feminismos, [S. l.], v. 10, n. 1, 2022. DOI: 10.9771/rf.v10i1.44453. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/feminismos/article/view/44453. Acesso em: 25 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos