Pensamento complexo e teoria feminista: possibilidades para um diálogo

Autores

  • Vivian da Veiga Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Campus do Pantanal - Universidade Federal da Grande Dourados

Resumo

A teoria feminista é uma construção científica e acadêmica elaborada a partir da atuação dos movimentos feministas que, por sua vez, se organizam a partir de diferentes vertentes e objetivos, expressando a multiplicidade das experiências das mulheres. Ao reconhecermos esse vínculo entre teoria e prática, torna-se necessário o exercício de pensar de maneira complexa esse campo teórico. Nesse sentido, a proposta para o presente artigo é estabelecer um diálogo entre a teoria feminista e o pensamento complexo elaborado pelo teórico francês Edgar Morin, como forma de superar a visão simplista e unidimensional e construir um conhecimento mais amplo.

Palavras-chave: complexidade; teoria feminista; feminismos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vivian da Veiga Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Campus do Pantanal - Universidade Federal da Grande Dourados

Socióloga, doutoranda em História pela Universidade Federal da Grande Dourados, professora Assistente da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/Campus do Pantanal e vice coordenadora do Núcleo de Estudos de Gênero da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (NEG/UFMS)

Referências

ANZALDÚA, Gloria. La consciência de la mestiza/Rumo a uma nova consciência. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (Org.). Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019, p. 323-339.

DAS, Veena. O ato de testemunhar: violência, gênero e subjetividade. Cadernos Pagu, Campinas, n. 37, julho/dezembro de 2011, p. 9-41.

BIDASECA, Karina; VAZQUEZ, Vanesa. Feminismos y (des)colonialidad. Las voces de las mujeres indígenas del sur. 2010. Disponível em: <http://pdfhumanidades.com/sites/default/files/apuntes/47%20-%20Bidaseca.pdf>. Acessado em: 07 de novembro de 2019.

CARNEIRO, Sueli. Enegrecer o feminismo: a situação da mulher negra na América Latina a partir de uma perspectiva de gênero. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (Org.). Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019, p. 313-321.

COLLINS, Patricia Hill. Pensamento feminista negro: o poder da autodefinição. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (Org.). Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019, p. 271-310.

HARDING, Sandra. A instabilidade das categorias analíticas na teoria feminista. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (Org.). Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019, p. 95-118.

LAURETIS, Teresa de. A tecnologia de gênero. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (Org.). Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019, p. 121-155.

LEELE, Ouka. PourQuoi? 2012. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=A80FDiFNsLM. Acessado em: 24 de janeiro de 2020.

LORDE, Audre. Idade, raça, classe e gênero: mulheres redefinindo a diferença. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (Org.). Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019, p. 239-249.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2011.

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 20, n.02, p. 71-99, 1995.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

SILVA, V. da V. Pensamento complexo e teoria feminista: possibilidades para um diálogo. Revista Feminismos, [S. l.], v. 8, n. 2, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/feminismos/article/view/36845. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos