MACHISMO E DISCURSO DE ÓDIO NAS REDES SOCIAIS: uma análise das “opiniões” sobre a violência sexual contra as mulheres

Autores

  • Rosane Cristina de Oliveira
  • Jacqueline de Cássia Pinheiro Lima
  • Raphael Fernandes Gomes

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir a questão do machismo, explicitado nos discursos de ódio proferidos nas redes sociais. Esta reflexão é fundamental para os estudos de gênero, mais especificamente, violência de gênero, a partir da afirmativa de que os discursos de ódio encontram nas redes sociais um espaço aparentemente “livre” para sua disseminação. Do ponto de vista teórico, este estudo alicerça-se em autores cujas análises pautam-se na questão de gênero, tais como Judith Butler. O processo de construção do poder masculino em detrimento do feminino é discutido, neste artigo, a partir de Pierre Bourdieu, em A dominação masculina, Heleieth Saffioti e a questão da violência de gênero e a herança patriarcal, entre outros. A metodologia está baseada em: a) pesquisa bibliográfica sobre gênero e machismo, com o levantamento de livros, artigos e web sites diversos sobre o conceito de gênero e machismo, tendo como foco os estudos teóricos e os resultados empíricos realizados e publicados no Brasil; b) análise dos discursos/ “opiniões” acerca de postagens ou notícias sobre violência sexual sofrida por mulheres impressos na rede social Facebook.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

OLIVEIRA, R. C. de; LIMA, J. de C. P.; GOMES, R. F. MACHISMO E DISCURSO DE ÓDIO NAS REDES SOCIAIS: uma análise das “opiniões” sobre a violência sexual contra as mulheres. Revista Feminismos, [S. l.], v. 6, n. 1, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/feminismos/article/view/30363. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos