A relevância do apertamento dentário nas desordens temporomandibulares

Autores

  • Lorena Marcelino Cardoso Universidade Federal da Bahia - UFBA
  • Durval Campos Kraychete
  • Roberto Paulo Correia de Araújo

DOI:

https://doi.org/10.9771/cmbio.v10i3.5889

Palavras-chave:

Bruxismo. Articulação temporomandibular. Disfunção temporomandibular. Citocinas.

Resumo

Hábitos parafuncionais como o ranger de dentes e o apertamento dentário são um achado comum e de grande relevância nos consultórios odontológicos. O estresse mecânico gerado por tais hábitos favorece a fratura de dentes e restaurações, perda de próteses e implantes, danos às estruturas de suporte, ou mesmo, exacerbação de desordens temporomandibulares (DTMs) e desencadeamento de dor. O apertamento dentário é um hábito parafuncional cuja origem é considerada de natureza multifatorial, podendo ser influenciado por fatores psicogênicos e pelo uso de algumas drogas, entre outros, e está associado à sobrecarga nos dentes, no periodonto, nos músculos e nas articulações temporomandibulares. De modo geral, a busca por tratamento só ocorre após os danos, muitas vezes sem associar causa ao efeito e, principalmente, por queixa de dor. O presente artigo se propõe, através de uma busca na literatura (2005-2011 e artigos relevantes anteriores), a interrelacionar o apertamento dentário e os aspectos deletérios, dele decorrentes ou associados, considerando as possíveis conexões com as DTMs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-01-01

Como Citar

Cardoso, L. M., Kraychete, D. C., & Araújo, R. P. C. de. (2011). A relevância do apertamento dentário nas desordens temporomandibulares. Revista De Ciências Médicas E Biológicas, 10(3), 277–283. https://doi.org/10.9771/cmbio.v10i3.5889

Edição

Seção

Artigos de Revisão e de Revisão Sistemática

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 5 > >>