Notificações da Hepatite B no Estado da Bahia, Brasil

Autores

  • Aline Pereira da Silva Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.
  • Bruna Almeida Argolo Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.
  • Caroline de Jesus Correia Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.
  • Flavia Tais Cantalice Sarmento Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.
  • Janna Freire Andrade Lima Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.
  • Técia Maria Santos Carneiro e Cordeiro Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.
  • Argemiro D'Oliveira Júnior Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.

DOI:

https://doi.org/10.9771/cmbio.v17i2.24747

Palavras-chave:

Vírus da Hepatite B. Notificação de doenças. Transmissão. Comportamento de risco.

Resumo

Introdução: A Hepatite B é um problema de saúde pública no Brasil por ser prevenível. Objetivou-se analisar as associações entre as características individuais, sóciodemográficas, os comportamentos de risco e os resultados de testes sorológicos com os casos de Hepatite B no estado da Bahia. Materiais e Métodos: Estudo epidemiológico de corte transversal exploratório. Todos os casos de VHB, notificados em 2014 no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), foram analisados com testes estatísticos para verificar as associações entre as variáveis. Resultados: A prevalência do VHB, em relação às outras hepatites, foi de 32,6%, atingindo pessoas, principalmente, com média de 37+13,92 anos de idade. Apresentou associação estatisticamente significante com a Hepatite B: o sexo masculino, a escolaridade com ensino médio completo, todas as faixas etárias, vacinação incompleta e não vacinados, fonte de infecção sexual e vertical, exposição a múltiplos parceiros e drogas injetáveis e os testes sorológicos HBsAg, Anti-HBc IgM e Anti-HBc total. Conclusão: A hepatite B esteve associada a fatores individuais, sociodemográficos e comportamentos de risco entre a população estudada. Diante dos resultados percebe-se a necessidade de medidas de prevenção para o VHB, orientações acerca da doença e dos principais meios de infecção, diagnóstico precoce oportuno e a vacinação contra hepatite B em vários ambientes comunitários. É preciso capacitação dos profissionais de saúde para notificação adequada e completa, assim como a vigilância desta infecção para facilitar o planejamento de medidas adequadas de controle e prevenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Pereira da Silva, Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.

Graduanda em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia / UFBA.

Bruna Almeida Argolo, Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.

Graduanda em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia / UFBA.

Caroline de Jesus Correia, Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.

Graduanda em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia / UFBA.

Flavia Tais Cantalice Sarmento, Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.

Graduanda em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia / UFBA.

Janna Freire Andrade Lima, Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.

Graduanda em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia / UFBA.

Técia Maria Santos Carneiro e Cordeiro, Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Faculdade de Medicina. Universidade Federal da Bahia.

 

Endereço: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Faculdade de Medicina da Bahia. Praça Conselheiro Almeida Couto, Largo do Terreiro de Jesus, s/n, Centro Histórico, Salvador-BA. CEP: 40025-010. Telefone: 055 75 32835582.

Argemiro D'Oliveira Júnior, Faculdade de Medicina da Bahia. Universidade Federal da Bahia.

Doutor em Medicina e Saúde (UFBA). Docente da Faculdade de Medicina da Bahia / UFBA.

Downloads

Publicado

2018-11-27

Como Citar

Silva, A. P. da, Argolo, B. A., Correia, C. de J., Sarmento, F. T. C., Lima, J. F. A., Cordeiro, T. M. S. C. e, & D’Oliveira Júnior, A. (2018). Notificações da Hepatite B no Estado da Bahia, Brasil. Revista De Ciências Médicas E Biológicas, 17(2), 141–146. https://doi.org/10.9771/cmbio.v17i2.24747