A imprevisibilidade dos sentidos e dos sentimentos:

uma leitura para o futuro a neurobiologia da relação e da percepção em Daniel Serrão

Autores

Palavras-chave:

Autoconsciência, Sentidos, Sentimentos, Percepção, Médicos e cultura, Médicos portugueses, Médico-cultural, Daniel Serrão

Resumo

Como afirma o grande fenomenologista Marice Merleeu-Ponty, filósofo de cabeceira de Daniel Serrão, “a relação com o mundo está incluída na relação do corpo consigo mesmo”. Apartir da leitura de Daniel Serrão vamos percorrer os caminhos sobre os sentidos e sentimentos, estes que são incontáveis e imprevisíveis;e como o cérebro humano, esse maravilhoso órgão, por onde tudo passa,é imprescindível na determinação formaldo mundo exterior para que haja mundo.Habitamos, como refere Daniel Serrão, na autoconsciência que é onde o mundo conhecido se apresenta para orientar as decisões e acompanhar os comportamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Costa Gomes, Universidade Católica Portuguesa

Docente e investigador da Instituto de Bioética Portuguesa - Universidade Católica Portuguesa (IB-UCP), Portugal.

Referências

MERLEAU-PONTY, Maurice. A natureza. 2.ed.,S. Paulo: Editora Martins Fontes, 2004.

MENEZES, Ramiro Délio. Teoria do juízo, segundo Kant. In Humanística e Teologia, n.23, p. 209-226, 2002.

SCHWARTZ, J.; S. Begley. The mind and the brain. Harper Perenmial, New York, 2002

SERRÃO, Daniel. Sentidos e sentimentos: uma leitura para o futuro. (Manuscrito), Porto: Congresso SPROL, (30 de abril, 2009).

Downloads

Publicado

2020-09-11

Como Citar

GOMES, C. C. A imprevisibilidade dos sentidos e dos sentimentos:: uma leitura para o futuro a neurobiologia da relação e da percepção em Daniel Serrão. Revista Fontes Documentais, [S. l.], v. 3, n. Ed. Especial, p. 632–639, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/RFD/article/view/57721. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

SESSÃO TEMÁTICA V: Memória, Identidade e Cultura