As pseudomemórias em tempos de COVID-19

Autores

Palavras-chave:

Covid-19, Desinformação;, Memória, Fake news

Resumo

Esta comunicação aborda como as falsas notícias contribuem para construção de informações falsas e de pseudomemórias. Para tanto, tem como objetivo evidenciar de que maneira as falsas notícias podem gerar as pseudomemórias referentes à Covid-19. Com referencial teórico centrado nas concepções de fake news e memória, esta pesquisa se configura como documental e exploratória de natureza qualitativa. Objeto de análise é o site da Fundação Oswaldo Cruz, mais precisamente as informações disponibilizadas em seu site, as quais orientam sobre o uso de informações verídicas a respeito da Covid-19, atuação no enfrentamento de notícias falsas e não científicas sobre o tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cláudia Medeiros de Sousa, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Doutora e Mestra em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduação em
Biblioteconomia pela UFPB. Professora do Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia. (ICI/UFBA). Orcid: https://orcid.org/0000-0002-5478-1813

Bernardina Maria Juvenal Freire de Oliveira, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Doutora em Letras e Mestra em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduação em Biblioteconomia pela UFPB. Professora da UFPB. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-6836-3102

Tassyara Onofre de Oliveira, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Doutoranda em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Mestra em Gestão nas
Organizações Aprendentes pela UFPB. Orcid: https://orcid.org/0000-0003-4048-8322

Referências

ASSMANN, Aleida. Espaços da recordação: formas e transformações da memória cultural. Campinas: Editora da Unicamp, 2011.

CAMPOS, Estela Mercedes Morales. La posverdad y las noticias falsas: el uso ético de la

información. UNAM, Instituto de Investigaciones Bibliotecológicas y de la Información. México: 2018.

DRUCKER, P. Além da Revolução da Informação. HSM Management 18, p. 48-55, jan./fev, 2000.

HEYMANN, Luciana Quillet. O lugar do Arquivo: a construção do legado de Darcy Ribeiro. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2012.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: Unicamp, 2013.

MARTELETO, Regina Maria. Conhecimento e Sociedade: Pressupostos da Antropologia da

Informação. In: Campo da Ciência da Informação: gênese, conexões e especificidades. João Pessoa: Editora Universitária, 2002.

RIPOLL, Leonardo; MATOS, José Claudio. O contexto informacional contemporâneo: o crescimento da desinformação e suas manifestações no ambiente digital.

Informação@Profissões, Londrina, v. 9, n. 1, p. 87 – 107, jan./jun. 2020.

SHU, K.; SILVA, A.; WANG, S.; JANG, J.; LIU, H. Fake news detection on social media: a data mining perspective. Arxiv, 2017. Disponível em https://arxiv.org/abs/1708.01967. Acesso em 11 ago 2020.

VEYNE, Paul. Acreditavam os gregos em seus mitos? Editora brasiliense, São Paulo: 1983.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

SOUSA, A. C. M. de; OLIVEIRA, B. M. J. F. de; OLIVEIRA, T. O. de. As pseudomemórias em tempos de COVID-19. Revista Fontes Documentais, [S. l.], v. 3, n. Ed. Especial, p. 753–762, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/RFD/article/view/57698. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

COMUNICAÇÕES: Médicos-Cultural: Informação, Memória, Identidade e Patrimônio