[1]
M. M. Oliveira e C. C. Santiago, “Estudo da degradação biológica de um mural”, RUA, vol. 1, nº 2, out. 2008.