Bola de Neve Virtual: O Uso das Redes Sociais Virtuais no Processo de Coleta de Dados de uma Pesquisa Científica

Autores

  • Barbara Regina Lopes Costa Faculdade Max Planck

Palavras-chave:

Redes Sociais Virtuais, Bola de Neve Virtual, Viral, Coleta de Dados, Estudos Científicos

Resumo

Pesquisadores começaram a vislumbrar as Redes Sociais Virtuais - RSV como meio para realizar estudos científicos, sendo mais um canal de interação com os usuários da Internet. É neste contexto que este estudo pretende proporcionar maior e melhor compreensão do uso das RSV no processo de coleta de dados, consolidando estudos anteriores e fornecendo novas informações. Em termos metodológicos, este estudo fundamenta-se na análise da literatura e em verificações de estudos que utilizaram as RSV como meio para a coleta de dados, aferindo dados descritivos e exemplos que estimulam a compreensão. Ao construir um arcabouço de referências teóricas e empíricas a respeito do método de coleta de dados, denominado aqui como Bola de Neve Virtual, verifica-se que, mesmo sendo uma metodologia que pode gerar quantidade amostral relevante, tais dados não podem ser generalizados, devido sua natureza não probabilística.

Biografia do Autor

Barbara Regina Lopes Costa, Faculdade Max Planck

Publicitária e Administradora, mestra em Administração pela USCS (2005) e doutora em Administração pela UDE (2016). Pós-graduada em Comunicação Empresarial / Relações Publicas pela Cásper Líbero (2000) e em Marketing pelo UniFEI - IECAT (2003). Professora de graduação da Max Planck – Indaiatuba e de pós-graduação da UNIFEI – São Bernardo do Campo. Especialista em Regulação Externa da UP – Curitiba.

Referências

AAKER, David A.; KUMAR, V.; DAY, George S. Pesquisa de marketing. São Paulo: Atlas, 2007.

ABEP - Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério de Classificação Econômica Brasil - Alterações na aplicação do Critério Brasil, válidas a partir de 01/01/2013. Disponível em: < http://www.abep.org/criterio-brasil > Acesso em: 06 mar. 2017.

ABEP - Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério Brasil 2015 atulização da distribuição de classes para 2016. Disponível em: < http://www.abep.org/criterio-brasil> Acesso em: 06 mar. 2017.

BIERNACKI, P.; WALFORD, D. Snowball sampling: Problems and techniques of chain referral sampling. Sociol Methods Res, v. 2, p.141-63, 1981.

BRASIL. Presidência da República. Secretaria de Comunicação Social. Pesquisa brasileira de mídia 2015: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília: Secom, 2014.

CABRAL, Agueda Miranda; BARROS, Marcelo Alves; BEZERRA, Ed Pôrto. Estratégia de Comunicação apoiada na hipermídia para formação de empreendedores socialmente responsáveis. In: XXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação 2002, Salvador: Anais do Intercom Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, 2002.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede: A era da informação: economia, sociedade e cultura, v.1, 10ª. edição, São Paulo, Paz e Terra, 2015.

CETIC.BR. Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nos domícilios brasileiros: TIC domicílios 2015. Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR [editor]. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2016.

CIPRIANI, Fábio. Estratégia em mídias sociais: como romper o paradoxo das redes sociais e tornar a concorrência irrelevante. Rio de Janeiro, Elsevier Editora Ltda, 2011.

CLARO, Jose Alberto Carvalho dos Santos; SOUZA, Jorge Remondes; MENA, Ricardo José Fernandes. Estudo Comparativo Brasil-Portugal Sobre o Uso de Redes Sociais na Internet por Jovens Como Instrumento de Reclamação Junto de Empresas. Revista de Administração da UNIMEP, v.11, n.3, Setembro/Dezembro de 2013, p.142-172

COSTA, Barbara Regina Lopes. Internet como Meio de Hibridização das Mídias. In: XXXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação 2012, Fortaleza: Anáis do Intercom Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, 2012.

COSTA, Barbara Regina Lopes. Manifestaciones consumeristas realizadas em lãs redes sociales: Evidencias de que lãs empresas desconocen lãs demandas de los consumidores del siglo 21. 2016. 299 f. Tese (Doutorado) – Universidad de la empresa facultad de ciências empresariales montevideo – Uruguay, Montevideo, 2016.

DRAW.IO. Editor Gráfico Online. Disponível em: https:/www.draw.io/>. Acesso em: 06 mar. 2017.

HUNTINGTON, Heidi E. Subversive memes: Internet memes as a form of visual rhetoric. Selected Papers of Internet Research, v. 14, Denver, USA, 2013.

IAB BRASIL; COMSCORE. Brasil Conectado – Hábitos de Consumo de Mídia – 2013. Relatório - 2013. [Apresentação em ppt]. Disponível em: < https://pt.slideshare.net/comunicacaoiab/iab-brasil-2-onda-brasil-conectado>. Acesso em 06 mar. 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. PNAD – Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílio - Acesso à Internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal 2011. Rio de Janeiro: IBGE, 2013.

IVOSKUS, Daniel. Obsesión Digital – Usos y abusos en la red. Buenos Aires, Grupo Editorial Norma, 2010.

KANTAR IBOPE MEDIA. Acessar redes sociais é uma das atividades preferidas dos internautas brasileiros. Publicado em: 23/08/2016. Disponível em: https://www.kantaribopemedia.com/acessar-redes-sociais-e-uma-das-atividades-preferidas-dos-internautas-brasileiros/. Acesso em: 23 fev. 2017.

LIMA, Nataly de Queiroz; DOS SANTOS, Maria Salett Tauk. “Redes Sociais e Juventude Rural: apropriações de propostas de Comunicação para o desenvolvimento em redes globalizadas”. In: Intercom. Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo, v. 35, n. 2, julho/dezembro/2012, p. 225-246.

MACHADO, Ana. Claudia. Teixeira. A ferramenta Google Docs: construção do conhecimento através da interação e colaboração. Revista Paidéi@, Unimes Virtual. Santos. v. 12, n. 1, jun. 2009.

MALHOTRA, Naresh K. et al. Introdução à pesquisa de marketing. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

MATTAR, João. Metodologia científica na era da informática. São Paulo, Saraiva, 2008.

MCLUHAN, Marshall. The Medium is the Massage: An Inventory of Effects. New York, Bantam Books, 1967.

NOVELLI, Ana Lúcia Romero. Pesquisa de opinião. In: DUARTAE, Jorge; BARROS, Antônio (Org.). Métodos e Técnicas de Pesquisa em Comunicação. São Paulo: Atlas, 2005, p. 164-179.

PADULA, Willian Vasconcelos; COSTA, Barbara Regina Lopes. Perfil e comportamento do usuário/cliente diante de uma campanha viral. Revista Eletrônica Iniciacom, v. 5, n. 1 (2013). Disponível em: < http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/iniciacom/article/view/1638>. Acesso em 06 mar. 2017.

PINTO, Daiane de Fátima Vieira; COSTA, Barbara Regina Lopes. CINQUENTA TONS DE CINZA LIVRO E FILME: o consumo de produtos eróticos pelo público feminino motivado pela obra. 2016.

PNAD 2014. Acesso à internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal: 2014 / IBGE. Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro: IBGE, 2016.

PNAD 2015. Pesquisa nacional por amostra de domicílios: síntese de indicadores 2015 / IBGE. Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro: IBGE, 2016. p.108

PORTAL BRASIL. Mulheres são maioria da população e ocupam mais espaço no mercado de trabalho. Publicado: 06/03/2015. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/cidadania-e-justica/2015/03/mulheres-sao-maioria-da-populacao-e-ocupam-mais-espaco-no-mercado-de-trabalho. Acesso em 05 mar. 2017.

QUALMAN, Erik. Socialnomics: como as mídias sociais estão transformando a forma como vivemos e fazendo negócios. São Paulo, Saraiva, 2011.

RAMALHO, José Antônio. Mídias sociais na prática. São Paulo, Elsevier, 2010.

ROSAS, António. “O Virtual é o Real Finalmente Materializado: A Internet e os Novos Micro-Espaços Públicos Democráticos”. In: MORGADO, Isabel Salema e ROSAS, António. Cidadania Digital. Corvilhã, Portugal, LabCom Books, 2010, p. 117-142.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernándes; LUCIO, Pilar Baptista. Metodología de la investigación. 4ª edição, México, McGraw-Hill, 2010.

SELLTIZ, Claire. et al. Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: EPU, 1987.

SIMET - Sistema de Medição de Tráfego de Última Milha. Velocidade TCP Download - Análise feita em 21/11/2013 às 18h42 utilizando o software SIMET. In: Comitê Gestor da Internet no Brasil. Disponível em: <http://simet.nic.br/mapas/>. Acesso em 21 nov. 2013.

SIQUEIRA, Ethevaldo. Revolução digital: história e tecnologia no século 20. São Paulo, Saraiva, 2007.

THELWALL, Mike; KOUSHA, Kayvan. Academia.edu: social network or academic network?. Journal of the Association for Information Science and Technology, v. 65, n. 4, April 2014, p. 721-731.

THIEL, Cristiane. O Facebook estimula a compra nas lojas virtuais. Publicado em: 07/04/2012. Disponível em: <http://cristianethiel.com.br/2012/04/o-facebook-estimula-a-compra-nas-lojas-virtuais/>. Acesso em: 06 mar. 2017.

VASCONCELLOS, Liliana; GUEDES, Luis Fernando Ascenção. E-Surveys: Vantagens e Limitações dos Questionários Eletrônicos via Internet no Contexto da Pesquisa Científica. X SemeAd – Seminários em Administração FEA – USP, agosto de 2007, p.01-16. Disponível em: http://sistema.semead.com.br/10semead/sistema/resultado/trabalhosPDF/420.pdf. Acesso em: 17 fev. 2017.

WE ARE SOCIAL. Digital in 2016. Disponível em: http://wearesocial.com/uk/special-reports/digital-in-2016. Acesso em 11 jan. 2017.

WORLDOMETERS. Population. Disponível em: http://www.worldometers.info/. Acesso em: 23 fev. 2017.

Downloads

Publicado

2018-06-09

Como Citar

Costa, B. R. L. (2018). Bola de Neve Virtual: O Uso das Redes Sociais Virtuais no Processo de Coleta de Dados de uma Pesquisa Científica. Revista Interdisciplinar De Gestão Social, 7(1). Recuperado de https://periodicos.ufba.br/index.php/rigs/article/view/24649

Edição

Seção

Contribuição Teórica