O mundo do texto na hermenêutica de Paul Ricoeur: um breve estudo sobre as narrativas ficcional e histórica nos trabalhos do literato Machado de Assis e do historiador Sidney Chalhoub

Autores

  • Murilo Vilarinho

Resumo

Paul Ricoeur, por meio da hermenêutica, desenvolveu uma série de recursos teóricos para se pensar o mundo do texto. Assim, surgiram diversos conceitos sobre elementos do campo narrativo, ou seja,
a definição de narrativas histórica e ficcional, do texto, da identidade
narrativa etc. Tais elementos são de suma importância para o estudioso
que almeja refletir sobre o texto como fonte reveladora do Outro e da
historicidade. Nesse sentido, este trabalho almeja refletir esse universo
conceitual da hermenêutica ricoeuriana e pensar, à luz desse aporte
teórico, as construções ficcional e histórica, ilustradas pelas obras de
Machado de Assis — Memórias póstumas de Brás Cubas — e Sidney
Chalhoub — Machado de Assis, historiador. Por fim, o trabalho tentará
responder a seguinte questão, no que concerne a produção intelectual,
será que Machado de Assis foi um historiador como advoga Chalhoub ou
apenas um literato?

Downloads

Edição

Seção

Artigos