Blasfêmias, feitiçarias, fornicações e sodomia: vivências e identidades masculinas na Primeira Visitação do Santo Ofício à América Portuguesa

Autores

  • Cássio Bruno de Araujo Rocha

Resumo

Com esse trabalho, procuro apresentar as possibilidades de uma
pesquisa histórica sobre a condição de gênero dos homens na América
Portuguesa por meio dos documentos das Visitações do Santo Ofício às
terras da colônia, especialmente as fontes produzidas pela visitação do
inquisidor Heitor Furtado de Mendonça à Bahia em 1591. São
brevemente examinados alguns casos que suponho reveladores de
diferentes dimensões de uma possível identidade comum aos homens da
colônia americana de Portugal: homens acostumados a uma vida rústica,
dividida entre a cidade e o sertão, mas também repleta de prazeres,
alguns deles suspeitos aos olhos da Igreja, que começava a incorporar as
recomendações pastorais de Trento. Neste artigo, trabalharei de forma
preliminar com confissões de homens e mulheres, de blasfemos, de
fornicadores (e supostos apologistas da fornicação), de feiticeiras e de
sodomitas (perfeitos e imperfeitos, masculinos e femininos) com o intuito
de verificar por quais caminhos passava a afirmação dos homens da
América colonial portuguesa.

Downloads

Edição

Seção

Artigos