Economia e escravaria na Cidade do Príncipe

Autores

  • Ariane de Medeiros Pereira

Resumo

A segunda metade do século XIX viria demonstrar um novo cenário econômico para o Brasil. O sul do Império despontava enquanto nova promessa de desenvolvimento econômico. Em extremo oposto encontrava-se o norte com uma economia deficitária. O nosso artigo se propõe a discutir a reordenação econômica que a Cidade do Príncipe (atual Caicó-RN) empreendeu para se manter com um mercado atuante na economia nacional. Mesmo enfrentando os problemas da seca e da redução da mão de obra escrava, tanto pela venda dos cativos no tráfico interprovincial quanto pela liberdade advinda da ação abolicionista e da liberdade conquistada nos bancos da justiça. Para concretizar nossos objetivos, utilizamos dos relatórios dos Presidentes da Província do Rio Grande do Norte, documentos judiciais da Comarca do Príncipe e Censo de 1872. Por fim, cruzamos os dados empíricos – quantitativos e qualitativos – com os atuais debates historiográficos sobre o tema.

Downloads

Edição

Seção

Artigos